Tráfico

'Desculpa' dada por mulher que guardava drogas não convence polícia

Na casa, em São José da Barra, Sul de Minas, havia uma grande quantidade de drogas, arma e dinheiro

Ivan Drummond/Estado de Minas
postado em 11/08/2021 16:32
 (crédito: PCMG/Divulgação )
(crédito: PCMG/Divulgação )

“Essa droga não é minha. É do meu marido, que está preso, no sistema prisional, por tráfico de drogas. Eu nem sabia dela.” Essa foi a 'desculpa' dada por uma mulher, de 22 anos, presa depois de ser flagrada, em sua casa, com seis quilos de maconha em barra, 37 buchas da mesma substância, 583 pinos de cocaína e 380 papelotes da mesma substância, 19 pedras de crack, R$ 410 em dinheiro e uma pistola calibre 380, com indícios de adulteração, já que a numeração foi suprimida.

A prisão ocorreu na manhã desta terça-feira (10/8), quando a Polícia Civil realizou a operação Cartão de Visita, com o objetivo de cumprir mandado de busca e apreensão em uma casa, na cidade de São José da Barra, Sul de Minas. A ação resultou na prisão de uma mulher e na apreensão das drogas, dinheiro e arma de fogo.

As investigações tiveram início a partir de uma troca de informações entre policiais civis de Alpinópolis e de Boa Esperança, que apontaram que a suspeita estaria armazenando drogas na sua casa.

Tanto ela quando o marido responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo e adulteração de arma de fogo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE