Homicídio

Assassino é preso em flagrante por causa de respingos de sangue no tênis

Homem é acusado de matar vítima a facadas na zona rural de Montes Claros; autor seria usuário de drogas

Estado de Minas
postado em 13/09/2021 20:03 / atualizado em 13/09/2021 20:10
 (crédito: MontesClaros.mg.gov.br)
(crédito: MontesClaros.mg.gov.br)

Os respingos de sangue no tênis acabaram por denunciar um homem, de 36 anos, pela morte de outro homem, de quem era amigo, dentro da casa deste, em Cabeceiras, zona rural de Montes Claros. O crime ocorreu no domingo (12/9), à tarde, e a prisão à noite, quando a polícia chegou ao local, chamada pela esposa do homem que morreu a facadas, dentro de casa.

A mulher da vítima contou à polícia que estava na casa de sua mãe, quando o suspeito chegou e lhe contou que o marido dela tinha sido assassinado, dentro de casa, e que o crime fora cometido por um homem que chegou ao local de motocicleta.

Disse isso e retornou à casa, pois estava vivendo com o casal. “Meu marido e esse homem já se conheciam. Eles já haviam dividido o aluguel de uma casa. Mas depois, esse homem, que era usuário de drogas, desapareceu. Retornou e contou que estava morando em Unaí, mas decidiu retornar para Montes Claros. Pediu ajuda ao meu marido, que era seu amigo”, contou a mulher.

Disse ainda aos policiais que ele tinha comportamento suspeito, e que parecia estar em abstinência de drogas e que chegou a ser advertido por seu marido, por estar com um comportamento agressivo.

Ao chegarem à casa, os policiais militares foram interrogar o homem, que primeiro contou uma história de que foi para o quarto dormir depois de fazer a leitura da Bíblia com a vítima. Depois de se deitar, acordou com o barulho de uma cadeira caindo no chão. Correu até a sala e encontrou a vítima caída, ferida.

Mas em seguida, caiu em contradição e contou que a casa tinha sido invadida por um homem que chegou e fugiu depois de agredir a vítima, e que o suposto assassino estaria numa motocicleta.

 Com a chegada da perícia da Polícia Civil, os peritos confirmaram que a vítima tinha sido assassinada a facadas e ao olhar para o homem, um dos peritos percebeu que havia respingos de sangue no tênis do suspeito, que foi preso imediatamente. Segundo o perito, isso é um vestígio de que o homem estava muito próximo da vítima, quando aconteceram os golpes.

 Além disso, não foram encontrados sinais de arrombamento no imóvel. Os peritos afirmaram ainda que havia indícios de que a vítima havia tentado se defender. Ela foi golpeada no pescoço, mais de uma vez. Foi dada voz de prisão em flagrante ao suspeito, que foi levado para a delegacia.

Drogas
Segundo levantamento da Polícia Civil, o autor do crime era um homem casado, mas acabou se separando devido ao uso de drogas. Deixou Cabeceiras e foi para Unaí, onde se envolveu com o tráfico de drogas. Não se sabe ainda o real motivo de seu retorno à zona rural de Montes Claros, mas os policiais suspeitam que o motivo seria tentar fugir do tráfico na cidade onde estava.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE