AGRICULTURA FAMILIAR

Bolsonaro participa de evento sobre produção de fruticultura no DF

O 1ª Fórum Rota da Fruticultura visa incentivar a produção em 29 municípios de Goiás, quatro em Minas Gerais e no Distrito Federal. O Governo Federal deve investir R$ 34 milhões

Cibele Moreira
postado em 18/09/2021 14:27 / atualizado em 18/09/2021 18:26
 (crédito: Cibele Moreira/CB/DA.Press)
(crédito: Cibele Moreira/CB/DA.Press)

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) promove a Rota da Fruticultura Ride-DF. A ação visa incentivar a produção local de frutas, além de  impulsionar o crescimento econômico nacional. O projeto foi apresentado durante Fórum Oportunidade e Investimentos da Rota de Fruticultura da Ride-DF, neste sábado (18/9), no Parque de Exposição da Granja do Torto. Entre as autoridade presentes, estavam  o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e o ministro da economia, Paulo Guedes. 

Coordenador da rota, Luiz Curado, ressalta que a ação atinge 29 municípios de Goiás, 4 de Minas Gerais e o Distrito Federal. "Nós temos aqui 40.734 propriedades rurais, dessas, próximo de 27 mil são pequenos produtores. São empreendedores rurais de pequeno porte, e é para eles que nós estamos construindo essa rota", pontuou Curado. Para ele, a fruticultura tem um alto poder de empregabilidade. "Para cada um hectare de plantação de fruta, corresponde a três empregos gerados. Sendo que em 30 hectares de soja, se emprega uma pessoa", analisou. 

Ao todo, serão investidos R$ 34 milhões na cadeia produtiva de frutas do Distrito Federal e Entorno. Os repasses envolvem doação de máquinas e programas de capacitação e pesquisa. "Nós estamos entregando equipamentos para os produtores para que eles possam fazer o escoamento da produção de forma adequada. Nós estamos agregando valor a produção, trazendo cursos para que eles entendam que novas técnicas de manejo são mais eficazes para que os produtos sejam de melhor qualidade", destacou o ministro Rogério Marinho. 

Para Marinho, Brasília tem um grande potencial de consumo na área de fruticultura. Ele pontua que boa parte do consumo na capital vem de fora. "A ideia é organizar esse entorno, para que os produtores locais tenham acesso a esses mercados. E o acesso ao mercado de uma maneira mais eficiente, porque vão fazer bons produtos, vão agregar valor, melhorar a remuneração, e por via de consequência, todos ganham", pontuou o ministro do Desenvolvimento Regional. 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que essa iniciativa é muito bem-vinda, principalmente para a economia nacional. “A fruticultura é uma produção que tem se desenvolvido no Brasil, não com a força que nós esperávamos ainda, mas está acordando cada vez mais. Aqui (DF), vocês estão mais distante do mercado consumidor europeu, mas tem um grande mercado consumidor, que é a região Sudeste. A região mais rica do Brasil. A nossa economia não pode e não vai parar", ressaltou. 

Entenda a rota da fruticultura 

A Rota da Fruticultura da Ride-DF convida os produtores locais e do entorno a participar de uma serie de ações que estão programadas para este ano de 2021. Entre os principais objetivos, estão: 

– Aumentar a produção e fornecimento de fruta para o mercado interno e externo
– Gerar emprego e renda na região
– Diversificar e implantar novas culturas
– Fomentar e motivar novos agricultores na produção de frutas no DF e entorno

Entre as principais atividades previstas para ocorrer está a criação do Censo Frutícola, que irá mapear toda a extensão produtiva, além da promoção de eventos de mobilização e de intercâmbio e trocas de experiência com viagens para outros estados, com vivência de outros polos de produção do país. 

Assista ao vídeo da solenidade:

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE