Poeirão de 75 Km/ h

Vendaval de areia derruba árvores, energia e assusta moradores no Triângulo

Redes sociais tiveram 'invasão' de vídeos de drones, do fenômeno em Uberaba e Frutal, conhecido como 'haboob', muito comum em países da Ásia

Renato Manfrim - Especial para o EM
postado em 27/09/2021 14:54 / atualizado em 27/09/2021 14:54
Legenda da matéria(0)
 -  (crédito: Andrey Luz)
Legenda da matéria(0) - (crédito: Andrey Luz)

Uma impressionante tempestade de areia, com velozes ventos em Uberaba e Frutal, no Triângulo Mineiro, na tarde deste domingo (26/9), que antecedeu uma pequena chuva de cerca de 15 mm, assustou os moradores das cidades e provocou, além de quedas de árvores e de energia, uma avalanche nas redes sociais com fotos, vídeos e comentários.

Confira alguns vídeos gravados por moradores de Frutal:

Em Planura:

Segundo climatologistas, o vendaval acontece devido a um choque entre diferenças barométricas, ou seja, duas pressões atmosféricas distintas, uma com a presença da umidade e a outra com influência do tempo seco.

A climatologista Wanda Prata contou que os ventos que atingiram quase 80 km/h foram formados a partir da entrada de umidade numa região que estava extremamente seca.

“Devido à diferença barométrica (pressão exercida pela atmosfera sobre a superfície) esse vento desenvolveu uma velocidade de 65 a 75 km/h; e um vento nessa proporção derruba árvores, postes, passando pelo chão, que está muito seco, solto e queimado e vai levantando tudo”, explicou.

Consequência do vendaval de poeira em Uberaba

Em Uberaba, no final da tarde e início da noite deste domingo, o vendaval, acompanhado pela tempestade de areia, provocou a queda de energia em várias partes da cidade e também atingiu a Estação de Captação do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau), deixando inoperantes os equipamentos automáticos de medição de vazão.

Além disso, segundo informações do 8º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), foram registradas cerca de 20 ocorrências de quedas de árvores nos bairros Abadia, Olinda, Jardim Maracanã, Fabrício, de Lourdes, José Barbosa, Jardim California e Residencial 2000.

Já interrupções da rede elétrica devido às quedas de árvores, ainda conforme o 8º BBM, foram registradas em pontos dos bairros Abadia, Boa Vista, Olinda, Maracanã e Lourdes.

Segundo informações divulgadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), os trabalhos para restabelecer as energias se iniciaram desde o início das ocorrências, por volta das 17, e ainda continuam sendo realizados em alguns locais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE