15 cidades

Operação cumpre 328 mandados contra o tráfico de drogas em Minas

Promotoria informa que crimes eram articulados de dentro de unidades prisionais mineiras por 13 organizações criminosas

Estado de Minas
postado em 06/10/2021 10:47
 (crédito: Reprodução/Google Street View)
(crédito: Reprodução/Google Street View)

Uma megaoperação contra o tráfico de drogas está em curso nesta quarta (6/10) em 15 cidades mineiras, por meio do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), das polícias Militar e Civil e do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen).

De acordo com as investigações das autoridades, os crimes eram articulados de dentro dos presídios por 13 organizações criminosas. A operação também tem como objetivo frear a entrada de smartphones nas penitenciárias.

A Justiça expediu 328 mandados no âmbito da operação: 156 de prisão e 172 de busca e apreensão, segundo o MP.

Eles são cumpridos nas seguintes cidades:

Monte Carmelo (também no presídio da cidade), Patos de Minas, Patrocínio (presídio), Coromandel e Abadia dos Dourados, no Alto Paranaíba
Uberlândia (presídio), Uberaba e Prata, no Triângulo Mineiro;
Ribeirão das Neves (Grande BH);
Paracatu (Noroeste);
Várzea da Palma (Norte);
Abaeté (Central).

O mesmo vale para as unidades prisionais das cidades de Carmo do Paranaíba (Alto Paranaíba), Presidente Olegário (Noroeste) e Governador Valadares (Vale do Rio Doce).

Além do tráfico de drogas e da entrada de celulares nos presídios, a operação apura crimes contra o Estatuto do Desarmamento. As autoridades já denunciaram 130 pessoas e apreenderam 70 veículos, de acordo com o MPMG.

Também durante as investigações, houve bloqueio de contas bancárias e indisponibilidade de imóveis.

O MP divulgou também que foram efetuadas a apreensão de 26 quilos de maconha, três de cocaína, 29 de skank, 191 comprimidos de ecstasy e dinheiro vivo. Veículos e armas de fogo também foram apreendidos.

Participam da operação 295 policiais militares, 40 civis, 30 penais, dois promotores e quatro servidores do MP.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE