Rio de Janeiro

Briga de vizinhos por causa de galo que cantava "Bolsonaro" termina em morte

O homem levou um tiro e depois de caído ainda foi golpeado na cabeça com uma pedra de aproximadamente oito quilos

Correio Braziliense
postado em 30/10/2021 09:53 / atualizado em 30/10/2021 10:39
 (crédito: PCRJ/ reprodução )
(crédito: PCRJ/ reprodução )

Um homem foi preso, nesta sexta-feira (29/10). suspeito de matar um vizinho depois de uma briga por causa de um galo, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, o homem morto acreditava que o animal cantava o nome do presidente Jair Bolsonaro.

O crime aconteceu em 4 de setembro. O homem levou um tiro e depois de caído ainda foi golpeado na cabeça com uma pedra de aproximadamente oito quilos. Segundo a investigação, a briga entre os vizinhos já durava muito tempo motivado pelo barulho do galinheiro. Por fim, a vítima acreditou que o suspeito teria ensinado o galo a cantar "Bolsonaro" por implicância.

O suspeito chegou a fugir do local e se abrigar na mata, mas compareceu a delegacia dias depois para dar depoimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE