Rio de Janeiro

Empresária fica com o pé roxo e unhas amarelas após pisar em piolho-de-cobra

A jovem postou o relato nas redes sociais e viralizou com as imagens fortes de como seu pé ficou após o contato com o 'gongolo'

Estado de Minas
postado em 02/11/2021 18:25
Pé da empresária ficou roxo e a unha do dedão ficou amarela -  (crédito: Reprodução/Redes Sociais)
Pé da empresária ficou roxo e a unha do dedão ficou amarela - (crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Um caso curioso vem chocando as pessoas que se deparam com o post da empresária Thassynara Vargas, de 25 anos, do Rio de Janeiro, que tomou um susto após ter dois dedos do pé arroxeados por ter contato com um gongolo, animal também conhecido como piolho-de-cobra. A jovem postou o relato nas redes sociais e viralizou.

Nas imagens, é possível ver os dedos da empresária roxos e a coloração das unhas amareladas.

De acordo com ela, no dia da infecção ela estava seguindo sua rotina. Acordou e andou cerca de 10 minutos até o trabalho. Quando ela chegou no local percebeu que tinha um bicho em seu sapato e por isso, bateu o tênis que usava. O gongolo saiu do sapato e ela o matou.

A empresária seguiu trabalhando mas, ao chegar em casa, ela percebeu que o pé dela já havia trocado de cor. Sem dores, Thassyanara resolveu entrar no banho, por pensar que poderia ser algum tipo de sujeira.

“Quando eu cheguei em casa às 19h da noite, quando eu tirei um tênis, vi que o meu pé estava desse jeito! Eu entrei em desespero total!! Comecei a gritar! A pedir socorro! Minha mãe me colocou no box, comecei a lavar o pé com sabão e nada dessa ‘mancha’ sair”, conta.

Em seguida, a jovem ligou para seu namorado e foi direto para o hospital. “Chegando lá a médica ficou sem saber o que fazer também, porque nunca tinha visto isso antes, fui avaliada por 3 médicos para que eu saísse de lá com alguma resposta”, conta.

Até o momento, a empresária não sente nenhum tipo de dor. Segundo ela, os médicos a informaram que seria preciso cuidar da ferida, porque esse tipo de animal solta uma substância que queima a pele e a secreção que eles soltam necrosa a pele. “E essa parte que está preta, pode descamar, eu posso perder a unha, mas disse que está tudo dentro do normal. Agora é observar os próximos dias, isso pode durar de 7 a 15 dias”, diz.

Ainda de acordo com a empresária, ela fez o post para poder alertar a população.

 

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE