Testes estão prontos há meses

Correio Braziliense
postado em 17/11/2021 00:01 / atualizado em 17/11/2021 01:46
 (crédito: Catarina Chaves)
(crédito: Catarina Chaves)

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse, ontem, que não há chance de haver algum problema com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que, conforme disse, "está pronto há meses, não há como interferir". Ele salientou que a prova vai buscar a não politização, mas, sim, a aferição de conhecimentos do aluno. "Vamos avaliar a capacidade do estudante de ascender ao ensino superior. É o que queremos", disse.

De acordo com o ministro, nenhuma autoridade teve acesso à prova previamente — nem ele, nem o presidente do Inep, Danilo Dupas, ou o presidente Jair Bolsonaro. "Se vocês me perguntarem, hoje, qual é o tema da redação, vou ficar devendo a vocês", reforçou, em entrevista à CNN.

O ministro explicou que a crise vivida no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não tem relação com a prova do Enem. "Um grupo de funcionários, um colegiado de bons funcionários públicos do Inep, teve lá uma discussão a respeito de uma gratificação a mais. Essa é a questão. Esse é um assunto que é administrativo. Não tem nada a ver com a prova do Enem", disse Ribeiro, sobre a debandada de servidores do órgão, há poucos dias.

Critérios técnicos

O presidente da Associação de Servidores do Inep, Alexandre Retamal, disse que "o que os servidores estão precisando é de um ambiente de confiança, de segurança, para que os trabalhos possam acontecer como sempre aconteceram, dentro dos critérios técnicos e científicos estabelecidos".

Em nota, o Inep afirmou que reúne um grupo de gestores "experientes e qualificados", de caráter técnico, não apenas no corpo direcional, mas também nas coordenações-gerais, no gabinete e nas assessorias, aptos a conduzirem um corpo de servidores também altamente qualificado.

"O fortalecimento institucional do Inep e a valorização dos seus servidores são prioridades da atual gestão, visando maior proteção à credibilidade do Instituto e entrega de valor efetivo à sociedade. Governança, transparência e inovação são valores condutores em prol de uma autarquia de excelência, com servidores cada vez mais capacitados a cumprir sua importante missão institucional e, assim, contribuir para o aprimoramento da educação do nosso País.", afirmou o órgão.

*Estagiárias sob a supervisão de Fabio Grecchi

 

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE