Chuvas

Após vazamento, CSN suspende atividades na mina Casa de Pedra, em Congonhas

Empresa afirma que os trabalhos foram interrompidos devido ao nível de chuva em Minas Gerais, mas tem a expectativa que as atividades voltem nos próximos dias

Ana Raquel Lelles*/Estado de Minas
postado em 10/01/2022 17:49
Conforme os moradores de Congonhas, com as chuvas, os vazamentos na área da barragem são constantes -  (crédito: Reprodução)
Conforme os moradores de Congonhas, com as chuvas, os vazamentos na área da barragem são constantes - (crédito: Reprodução)

Com um possível vazamento em um dos diques da mina Casa de Pedra, em Congonhas, na Região Central do estado, a CSN Mineração e a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) suspenderam as atividades de mineração na barragem.

Em nota divulgada nesta segunda (9/1) aos acionistas da empresa, a CSN afirma que os trabalhos foram interrompidos devido ao nível de chuva em Minas Gerais, mas tem a expectativa que as atividades voltem nos próximos dias.

“As companhias tomarão todas as medidas necessárias para a manutenção de sua operação, respeitando os cuidados necessários para garantir a segurança dos empregados e das comunidades, e espera retomada gradual das atividades assim que as condições climáticas permitirem”, esclareceu a empresa.

A CSN Mineração completou que manterá os acionistas informados. A empresa também suspendeu os trabalhos no Terminal de Carvão – TECAR, em Itaguaí, no Rio de Janeiro, devido às chuvas.

Prefeito considerou vazamento "normal"


O prefeito de Congonhas, Cláudio Antônio de Souza, afirmou, em um vídeo publicado no site oficial da prefeitura, que houve um vazamento “normal” no último sábado (8/1), já que a água ultrapassou os limites da barragem. Souza completou que a CSN informou que não há risco para sociedade.

A CSN garantiu, em nota divulgada no último domingo (9/1), que os escorregamentos são em área externa e assegura trabalhar para conter o problema.

Entretanto, de acordo com moradores de Congonhas, o deslizamento de porções de terra nas proximidades da barragem é constante.

Também neste domingo, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou o envio de equipe da Defesa Civil à barragem Casa de Pedra.

Leia a nota da CSN na íntegra:

"CSN Mineração S.A. (“CSN Mineração”) e Companhia Siderúrgica Nacional (“CSN”) (em conjunto “Companhias”), informam aos seus acionistas e ao mercado em geral que devido às intensas chuvas registradas na região Sudeste do Brasil nos últimos dias, as operações de extração e movimentação na mina Casa de Pedra foram temporariamente suspensas, com expectativa de retorno das atividades nesses próximos dias. Ainda em razão das chuvas, as Companhias informam também que a operação portuária de carregamento de minério no Terminal de Carvão – TECAR. no porto de Itaguaí/RJ também está suspensa em virtude do alto grau de umidade verificado no local.

As Companhias tomarão todas as medidas necessárias para a manutenção de sua operação, respeitando os cuidados necessários para garantir a segurança dos empregados e das comunidades, e espera retomada gradual das atividades assim que as condições climáticas permitirem.

As Companhias manterão o mercado informado sobre os novos desdobramentos desse fato."

Vídeo do prefeito de Congonhas:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE