PESQUISA

Datafolha: 58% acham que Bolsonaro atrapalha vacinação de crianças

Para um quarto dos entrevistados, presidente auxilia imunização. Levantamento mostra também que cerca de 79% dos brasileiros apoiam vacinação infantil contra covid-19; 17%, rejeitam

João Vitor Tavarez*
postado em 17/01/2022 14:26 / atualizado em 17/01/2022 14:31
 (crédito:  Reuters)
(crédito: Reuters)

A maioria dos brasileiros acredita que o presidente Jair Bolsonaro (PL) mais atrapalha do que ajuda a vacinação de crianças contra a covid-19. Para um quarto dos entrevistados, Bolsonaro mais auxilia do que atrapalha. É o que mostra pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (17/1). 

Oito em cada dez brasileiros (79%) apoiam a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19, percentual corresponde a 132,5 milhões de pessoas. Por outro lado, 17% dos entrevistados rejeitam a imunização infantil; 4% não opinaram.

A pesquisa ocorreu nos dias 12 e 13 de janeiro deste ano, ouvindo, por telefone, 2.023 pessoas acima dos 16 anos de idade em todos os estados brasileiros. A margem de erro, segundo o Datafolha, é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Entre os participantes da pesquisa, 83% eram mulheres e 75%, homens. No grupo feminino, 13% não concordam com a vacinação de crianças de 5 a 11 anos; no sexo masculino, 22% reprovam imunização.

Opinião entre os entrevistados por região:

  • Sudeste: 83% dos entrevistados são a favor da vacinação infantil e 14% são contrários;
  • Nordeste: 78% são a favor e 18%, contra;
  • Centro-Oeste/Norte (levantamento agrupou as regiões): 77% favoráveis e 20% contrários;
  • Sul: 72% a favor e 21%, contra.

Além disso, três em cada 10 entrevistados (29%) declararam ser responsáveis por crianças de 5 a 11 anos. Dentro desse grupo, 76% (36,9 milhões de responsáveis por brasileiros nessa faixa etária) afirmaram que pretendem levar as crianças para tomar a vacina contra o coronavírus. Na outra ponta, 8,4 milhões dos adultos disseram que não vão imunizar os filhos.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE