Tráfico de drogas

Quatro suspeitos morrem em ação da PM em Cavalcante e moradores protestam

PM relatou ter sido recebida com tiros, versão contestada por moradores

Thays Martins
postado em 21/01/2022 12:20 / atualizado em 21/01/2022 12:20
 (crédito: PCGO/ divulgação )
(crédito: PCGO/ divulgação )

Moradores de Cavalcante, região da Chapada dos Veadeiros em Goiás, contestam a versão da Polícia Militar de Goiás sobre a morte de quatro homens nesta quinta-feira (20/1).

Segundo a PM, os quatro são suspeitos de tráfico de drogas. Ele foram mortos durante uma ação do  Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) e chegaram a ser levados ao hospital, mas não resistiram. De acordo com a corporação, os policiais foram recebidos a tiros quando foram até a propriedade para checar uma denúncia anônima. Segundo a PM, 500 pés de maconha foram encontrados no local e dois suspeitos fugiram. A PM não informou se os suspeitos foram identificados.

Porém, os moradores classificaram a morte de Salviano, Chico, Jacaré e Alan como uma "chacina". Pelas redes sociais,  pessoas da comunidade relataram que os homens foram executados sem direito a julgamento.

"Revoltante e inadmissível a chacina que aconteceu na Chapada dos Veadeiros, pessoas que eu conheço e convivo aqui na Vila de São Jorge, foram executadas pela polícia, numa ação cruel, injusta, brutal e desproporcional", disse Murillo Aleixo Bianchini.

"Infelizmente, já chegaram atirando para matar,sem reação das pessoas que nem armadas estavam", relatou um outro morador.

"Até quando a polícia vai continuar matando sem dó nem piedade e falar que foi confronto??? Ninguém sobrevive pra refutar a história deles! Parem de matar as pessoas, façam justiça, todo cidadão tem direito a um julgamento justo!", diz outro relato. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE