Trabalho

Oito pessoas são resgatadas em trabalho análogo à escravidão em SP

Segundo os auditores, as vítimas viviam em condições insuficientes de higiene e conforto e eram transportadas em condições precárias

Agência Estado
postado em 21/04/2022 12:26
Os trabalhadores chegaram ao local após serem aliciados em Assunção, no Paraguai -  (crédito: Prefeitura de Martinópolis/Reprodução)
Os trabalhadores chegaram ao local após serem aliciados em Assunção, no Paraguai - (crédito: Prefeitura de Martinópolis/Reprodução)

O grupo de auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo (SRTb/SP) resgatou oito trabalhadores paraguaios em situação análoga à escravidão em Martinópolis, zona rural próxima a Presidente Prudente, resultado de uma operação da terça-feira (19/4).

Os trabalhadores chegaram ao local após serem aliciados em Assunção, no Paraguai.

Segundo os auditores, as vítimas viviam em condições insuficientes de higiene e conforto e eram transportadas em condições precárias.

O empregador não tinha empresa constituída.

"Duas crianças estavam com febre, mas não conseguiam atendimento médico devido à falta de documentação. Intermediamos para que os bebês fossem consultados", afirmou, em nota, o auditor fiscal do trabalho Paulo Warlet, coordenador da ação fiscal.

Segundo os fiscais, o empregador deverá quitar verbas rescisórias e garantir o retorno dos trabalhadores ao país de origem.

CONTINUE LENDO SOBRE