Covid volta a assustar

Vinicius Doria
postado em 10/05/2022 00:01

Em uma sinalização de que o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) terá uma redução maior que o previsto, o Ministro da Economia, Paulo Guedes afirmou que o tributo é "contra a indústria brasileira". Decretos emitidos pelo governo federal estabeleceram uma redução de 25% a 35% no IPI.

"É um imposto contra a indústria brasileira. Nós desindustrializámos o Brasil ao longo dos últimos 30 anos. Pela primeira vez, estamos reduzindo o imposto sobre produção industrial. Na reforma tributária, inclusive, ele acabava", disse em lançamento do Monitor de Investimentos, plataforma digital desenvolvida em parceria entre o Ministério da Economia e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com apoio do governo britânico.

Guedes não comentou a decisão liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. O magistrado suspendeu dois decretos que reduziriam o IPI sem medidas compensatórias ao Polo Industrial da Zona Franca de Manaus.

Guedes disse ainda que o andamento para uma reforma do Imposto de Renda poderia ser mais enxuta, reduzindo a tributação sobre as empresas e taxando os super-ricos. "Podemos fazer uma versão mais enxuta [da reforma do IR], tributando super-ricos e reduzindo o imposto sobre as empresas. É o que falta para o Brasil receber investimentos de fora. Nossa reforma reduziria impostos de 34% para 26% num primeiro movimento", comentou.

O Monitor de Investimentos divulgará informações sobre investimentos e sustentabilidade nos principais setores da economia. A proposta visa dar maior transparência aos negócios no Brasil. (FS)

Tags

CONTINUE LENDO SOBRE