Após prisão de Pedro Lemkuhl, PCDF apreende tartarugas, iguana e cobra

Não se sabe, no entanto, se os animais estavam na casa de Pedro Henrique Lemkuhl, de 22 anos, preso acusado de integrar um esquema de tráfico de animais

Darcianne Diogo
postado em 29/07/2020 09:27
 (foto: Divulgação/PCDF)
(foto: Divulgação/PCDF)

Agentes da 14° Delegacia de Polícia (Gama) apreenderam, na manhã desta quarta-feira (29/7), dois jabutis, um lagarto, uma iguana e uma cobra de espécie não identificada. Não se sabe, no entanto, se os animais estavam na casa de Pedro Henrique Lemkuhl, de 22 anos, preso acusado de integrar um esquema de tráfico de animais.

Os bichos chegaram na unidade policial em uma caixa plástica. Equipes do Ibama devem vir à delegacia identificar os animais e procurar uma destinação final. Pedro Henrique foi preso em casa, no Guará 2. O advogado do jovem chegou na delegacia por volta das 9h, mas não quis dar entrevista.

A prisão temporária do estudante de medicina veterinária foi parte da quarta fase da Operação Snake da Polícia Civil. Equipes do Instituto de Medicina Legal (IML) também participaram da ação para verificarem o estado de saúde do acusado. O jovem passou cerca de seis dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora, no Gama, após sofrer a picada da naja.

Ele deve ficar preso por cinco dias. O mandado foi expedido pela 1ª Vara Criminal do Gama a pedido da PCDF, tendo em vista a constatação de indícios de que o alvo e outros investigados estariam envolvido em uma associação criminosa responsável, entre outras condutas, pela destruição das provas relacionadas aos crimes ambientais apurados pela autoridade policial

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação