Mulheres de baixa renda podem se inscrever em curso on-line de empreendedorismo

Oportunidade da Fundação Assis Chateaubriand é 100% gratuita e voltada para moradoras de 6 regiões do Distrito Federal. Concluintes do curso Todas Elas terão acesso a microcrédito para investir em seus negócios. Inscrições vão até o dia 17 de agosto

Correio Braziliense
postado em 07/08/2020 23:15 / atualizado em 07/08/2020 23:21
 (foto: Fundação Assis Chateaubriand)
(foto: Fundação Assis Chateaubriand)

Em resposta à crise econômica que vem afetando com ainda mais força pessoas em situação de vulnerabilidade no país, a Fundação Assis Chateaubriand (FAC), por meio de seu programa Ei Comunidade de Empreendedorismo e Impacto, lança no Distrito Federal uma oportunidade gratuita para formação de empreendedoras de nanonegócios, mulheres que trabalham por conta própria, têm renda baixa, e são responsáveis por boa parte da movimentação da economia local.

A ideia do curso Todas elas é fazer com que mulheres com habilidades em áreas como alimentação, artesanato, moda e beleza, entre outras, transformem esses talentos em um negócio próprio. As aulas online começam em 25 de agosto e vão até 11 de novembro, com novos conteúdos duas vezes por semana. Para participar, é preciso morar em uma das 6 regiões atendidas pelo projeto (Ceilândia, Estrutural, Riacho Fundo, Samambaia, São Sebastião e Sobradinho) e ter um ganho mensal de até R$ 500 por pessoa da mesma casa.

As inscrições devem ser feitas pelo link https://bit.ly/TodasElas_Ei. Basta preencher o formulário e aguardar a confirmação, após o processo seletivo. As vagas são limitadas.

Empreendendo de forma mais estruturada

“Vivemos ainda em um país profundamente desigual, em que os baixos investimentos em educação empreendedora tornam o empreendedorismo uma opção burocrática e inacessível a muitos e muitas”, observa Mariana Borges, superintendente executiva da Fundação Assis Chateaubriand. “Isso é ainda mais dramático quando pensamos em mulheres de baixa renda, que atuam em uma realidade de subsistência, muitas vezes sobrevivendo a situações de violência e vulnerabilidade, sem poder formalizar seus negócios e sem acesso a emprego, apostando na informalidade por falta de opção”, destaca.


Para ajudar a resolver esse problema e contribuir para a transformação dessa realidade, a FAC aposta na educação empreendedora de base como um caminho para o empoderamento, geração de renda, inclusão e mobilidade social. “O objetivo do curso Todas elas é revelar o potencial dessas mulheres, mostrar que elas podem empreender de forma mais estruturada e segura, ganhar dinheiro com o que realmente gostam de fazer, tendo o empreendedorismo como possibilidade para mudança de vida e realização de sonhos”, explica Mariana.


Acesso a microcrédito

Um outro benefício que pode abrir portas para as participantes do Todas Elas é o acesso a microcrédito. Para aquelas que concluírem todas as etapas do curso, será ofertado acesso a uma espécie de empréstimo com juros bem baixos para que as empreendedoras possam investir na compra de insumos e materiais importantes para seus negócios rodarem. A oportunidade é válida para quem está com nome sujo, sem conta em banco, sem avalista e até sem estar formalizada.


Aprendizado pelo celular

Por meio do celular, com aplicativos já conhecidos, como WhatsApp e YouTube, elas poderão se organizar para assistir às aulas no momento mais conveniente em sua rotina. Haverá alguns encontros online ao vivo, mas que ficarão gravados para quem quiser assistir depois.

Durante o curso, as participantes vão aprender como usar a criatividade para começar a empreender com o que têm; maneiras de explorar seu potencial e ganhar confiança para vender; como fazer acontecer como uma empreendedora; passo a passo para montar um negócio bem estruturado; como planejar o futuro para alcançar seus sonhos; organização de tempo e dinheiro; identificação de desejos dos clientes e teste de ideias por meio da abordagem design thinking; como fazer vendas online; como definir preços para produtos e serviços, além de como ampliar a rede de relacionamentos e se conectar com clientes e parceiros.

Serviço - Curso de empreendedorismo Todas Elas

  • Inscrições: até 17 de agosto de 2020, pelo link https://bit.ly/TodasElas_Ei
  • Aulas online: de 25 de agosto a 11 de novembro de 2020
  • Quem pode participar: Mulheres que já trabalham por conta própria ou querem empreender, com renda mensal de até R$ 500 por pessoa da família, moradoras das regiões de Ceilândia, Estrutural, Riacho Fundo, Samambaia, São Sebastião e Sobradinho.
  • Mais informações sobre o curso: www.ei.org.br


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação