VÍDEO: Mulher grávida é atingida com 22 facadas pelo ex-companheiro em Taguatinga

Segundo investigações, o acusado foi a um churrasco em um mesmo local onde a vítima estava. Em seguida, ele a convidou para ir em um barraco, na QND 37, na promessa de lhe dar R$ 50. Câmeras de segurança registraram a ação do criminoso

Darcianne Diogo
postado em 10/08/2020 23:12 / atualizado em 11/08/2020 00:09
 (foto: PCDF/Divulgação)
(foto: PCDF/Divulgação)

A polícia procura pelo homem acusado de desferir 22 facadas contra a ex-companheira, identificada como Cleudiane dos Santos, de 27 anos. O suspeito, Fernando Ferreira Soares, 32, cumpria prisão domiciliar, segundo as investigações. O crime, tratado como tentativa de feminicídio, ocorreu neste domingo (9/8), por volta das 19h, na QND 37, em Taguatinga Norte.

O delegado-chefe da 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), Mauro Aguiar, afirmou que a vítima estava grávida de quatro meses e que o acusado seria o suposto pai da criança. “Ela recebeu duas facadas profundas no abdômen e está em estado gravíssimo no Hospital de Base”, disse.

Uma câmera da vizinhança registrou as imagens do momento da agressão. Na filmagem, é possível ver o momento em que Cleudiane e Fernando caminham na rua e discutem um com o outro. Pouco tempo depois, as imagens mostram quando o homem desfere as facadas no tórax da mulher. O Correio apurou que os dois estavam separados há poucos meses, devido a uma agressão anterior. À época, a vítima não chegou a registrar boletim de ocorrência contra o suspeito.

Fatos
De acordo com o investigador, na noite do crime, Fernando foi a um churrasco em um mesmo local onde Cleudiane estava. “Ele colocou uma faca na cintura e a chamou para ir em um barraco, na QND 37, afirmando que iria lhe dar R$ 50”, detalhou o delegado.

No entanto, durante o trajeto, o homem iniciou a discussão com a mulher e a atacou com facadas, de forma violenta. O autor evadiu-se do local e encontra-se foragido. Ele cumpria prisão domiciliar e tinha passagens por tráfico de drogas e estupro de vulnerável. 

A polícia divulgou a foto do homem para ajudar na captura. Qualquer informação, ligue para o número 197 da Polícia Civil.

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação