Pandemia

DF: Justiça autoriza parentes e até fotógrafo em casamentos civis

Apesar da permissão, pessoas do grupo de risco para o novo coronavírus não podem participar das cerimônias de casamento

Correio Braziliense
postado em 12/08/2020 17:39 / atualizado em 12/08/2020 18:22
 (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Corregedoria da Justiça do Distrito Federal autorizou a presença de parentes e até de fotógrafo nas cerimônias de casamento civil. O órgão alterou uma portaria que dispõe sobre o funcionamento das serventias extrajudiciais da capital durante o período de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) em decorrência da covid-19. 

Agora, além dos noivos e das testemunhas, poderão estar fisicamente presentes nas cerimônias “os ascendentes e descendentes” até o primeiro grau dos nubentes. A medida também permite o comparecimento de uma pessoa para fazer o registro fotográfico. Entretanto, nenhum pode fazer parte do grupo de risco para o novo coronavírus.

Apesar da medida, a transmissão por meio virtual em tempo real das cerimônias não está comprometida. Em qualquer casamento, as regras de segurança previstas nas normas expedidas pela Corregedoria, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelas autoridades públicas de saúde devem ser mantidas.

Pandemia na capital

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) contabiliza 23 mortes pela covid-19 nesta quarta-feira (12/8). Com os registros, o número de pessoas que perderam a vida na capital chegou a 1.675. Acrescentando os demais 163 óbitos de moradores de outras unidades da Federação, o número de vítimas fatais sobe para 1.838, conforme levantamento da pasta.

Nesta quarta-feira (12), mais 451 pessoas foram diagnosticadas com a covid-19. Ao todo, são 127.935 moradores do DF infectados. Além disso, a maior parte dos contaminados são do gênero feminino, representando 53,2% dos registros (68,053). Homens equivalem a 46,8% dos casos (59.877).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação