Covid-19

Projeto oferecerá apoio gratuito a empresários e trabalhadores do comércio

A ideia é prestar auxílio aos empreendimentos que fecharam as portas ou que tentam se recuperar durante o período de enfrentamento à covid-19

Correio Braziliense
postado em 14/08/2020 21:26 / atualizado em 14/08/2020 21:43
 (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press              )
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )

Um projeto oferecerá, gratuitamente, cursos, treinamentos e consultorias para empresários e trabalhadores do setor do comércio e de serviços afetados pela pandemia do novo coronavírus. A ideia é prestar auxílio para estabelecimentos que fecharam as portas e pretendem reabrir, além daqueles que enfrentam dificuldades durante a crise sanitária. 

A ação será conduzida pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), pelo Sesc e pelo Senac, em parceria com o Sebrae. O programa, batizado de Em frente com a gente, terá início na quinta-feira (20/8) da próxima semana.

O programa será lançado por meio de uma transmissão ao vivo, no site emfrentecomagente.com.br, que será liberado na quinta. De acordo com Francisco Maia, presidente da Fecomércio, o acompanhamento da situação financeira do comércio mostra que os pequenos negócios são os mais afetados durante a pandemia.

“As grandes empresas conseguem se recuperar mais rápido. Porém, os pequenos negócios, principalmente das cidades satélites, apresentam dificuldades”, comentou. De acordo com ele, há muitos empresários fechando as portas por falta de orientação. “Juntamos entidades, cada uma com a própria expertise, para fazer um trabalho em conjunto para essas empresas”, frisou.

Também participarão da transmissão ao vivo o representante da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo no Fórum de Competitividade do Varejo, Rubens Medrano; o superintendente do Sebrae-DF, Valdir Oliveira; o diretor regional do Sesc-DF, Marco Túlio Chaparro; e o diretor regional do Senac-DF, Antonio Tadeu Peron.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação