Loteria

Saiba quanto é preciso gastar para garantir o bilhete premiado na Mega-Sena

Matemático explica as probabilidades de vencer o concurso e quanto é preciso desembolsar para garantir a aposta vencedora e ganhar na Mega-Sena

Jaqueline Fonseca
postado em 19/08/2020 15:58 / atualizado em 19/08/2020 17:56
 (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Mega-sena pode premiar com até R$33 milhões de reais o apostador que escolher as seis dezenas premiadas nesta quarta-feira (19/8). As apostas podem ser feitas pela internet ou em qualquer casa lotérica até as 19h. O sorteio será às 20h, em São Paulo. Mas você já pensou se há uma maneira de garantir que vai tirar o bilhete premiado?

O professor do Departamento de Matemática da Universidade de Brasília (UnB) Diego Marques explica que existe, sim, uma forma de ter certeza que o bilhete premiado será escolhido. Essa opção, no entanto, pode sair cara, muito mais do que o prêmio desta quarta-feira, por exemplo, vai pagar. “Para isso, você teria que fazer 50.063.860 apostas. Ou seja, teria que desembolsar, por volta de R$ 225 milhões”, disse ao Correio. Ou seja: não depende de conta, depende de sorte.

Ao longo da história da Mega-Sena, 30 apostas saíram vencedores no Distrito Federal, as duas últimas pagaram R$11 milhões para um bolão feito na Asa Norte e R$ 42,3 milhões a aposta registrada no Cruzeiro Velho.

O Correio fez um levantamento dos números que mais foram sorteados no Distrito Federal desde 1996. As dezenas que mais deram sorte aos brasilienses foram: 10 - 16 - 5 - 24 - 29 - 3 - 33 - 38.

 

Diego Marques explica, no entanto, que as chances dos números que mais foram sorteados ao longo da história saírem nesta quarta é a mesma chance de qualquer outro número. “Infelizmente, quando se trata de probabilidade, em um sorteio como o da Mega-Sena, todas as combinações têm a mesma chance de acontecer. Então, se você pegar suas dezenas que mais foram sorteadas e eu pegar as que menos foram sorteadas, a minha chance e a sua seriam as mesmas.”

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação