PEDOFILIA

Criança de 13 anos é estuprada no Guará

Correio Braziliense
postado em 23/08/2020 23:38 / atualizado em 23/08/2020 23:49

» DARCIANNE DIOGO
» WALDER GALVÃO

Agentes da 4ª Delegacia de Polícia (Guará) prenderam um homem de 53 anos acusado de estuprar uma menina de 13 anos, na QE 38 da região administrativa. O crime aconteceu na tarde de sábado, na casa da vítima. A avó da jovem procurou a polícia e informou que o suspeito tinha a confiança da família, por isso, tinha livre circulação na residência.
De acordo com informações da Polícia Civil, o acusado entrou na residência da família, foi ao quarto da garota, tirou a roupa dela e a obrigou a masturbá-lo. Após o crime, o homem deixou a residência e ameaçou a vítima, dizendo que a mataria, além do irmão mais novo, de 8 anos, caso ela contasse para alguém o que havia acontecido.
Entretanto, a jovem contou aos familiares, que procuraram a delegacia. Em seguida, os investigadores deram início às buscas pelo suspeito. Ele foi encontrado escondido em uma lanchonete, próximo à residência da vítima.
Os policiais prenderam o suspeito e o encaminharam à delegacia. Aos policiais, ele confessou o estupro e foi preso e autuado em flagrante pelo crime. Caso condenado, ele poderá ficar preso entre 8 e 15 anos. Os policiais batizaram a ação policial de Operação Dreizehn — que significa treze em alemão (idade da vítima).

Conhecido

Conforme o Correio apurou, o suspeito trabalhava como pedreiro e tinha livre acesso a várias residências da região. Após a repercussão do caso, vizinhos desconfiam que possa haver mais vítimas na região. Um áudio obtido pela reportagem mostra uma criança que o denuncia. Na mensagem enviada a uma vizinha, a menina diz: “Ele levantou o pênis para cima da minha amiga. Ela (amiga) contou para a gente que tinha ido pedir chocolate a ele, quando ele mostrou”, disse a menina.
Uma moradora, que preferiu não se identificar, relatou que o acusado demonstrava ser uma outra pessoa e ganhava a confiança das famílias. “Eu estou em choque. Ele era meu pedreiro e até café eu fazia para ele aqui em casa. Estou indignada”, disse a mulher.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação