LICITAÇÃO

Secretaria de Educação cancela pregão para terceirização de merenda

O processo licitatório, estimado em R$ 375 milhões, foi cancelado devido à suspensão das aulas, provocada pela pandemia do novo coronavírus

Correio Braziliense
postado em 28/08/2020 20:33 / atualizado em 28/08/2020 20:33
 (foto: Andre Borges/Agência Brasília)
(foto: Andre Borges/Agência Brasília)

A Secretaria de Educação decidiu revogar o pregão eletrônico para a terceirização da merenda escolar. De acordo com a pasta, as aulas suspensas devido ao novo coronavírus e a falta de definição de dia para o retorno são um dos motivos para a suspensão. 

Devido a ausência dos alunos nas escolas, a Secretaria de Educação considerou que é desnecessária a compra de itens e dos demais serviços previstos no pregão. O secretário da pasta, Leandro Cruz, assumiu o cargo 18 dias após a publicação do processo e decidiu suspender os procedimentos para análise técnica.

Após avaliação, o secretário decidiu pelo cancelamento. Segundo a pasta, a medida visa melhorar o planejamento e assegurar “o bom uso dos recursos públicos”. O cancelamento também leva em consideração questionamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) pela Controladoria-Geral do DF (CGDF).

Agora, um novo processo licitatório será feito, em momento oportuno, conforme orientações feitas pelos órgãos de controle. A estimativa para o pregão era de R$ 375 milhões. As empresas vencedores ficariam responsáveis pela aquisição, guarda, preparo e distribuição da merenda.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação