CRIME

Estelionatário acusado de divulgar dados de presidente da Caixa é preso

O suspeito, morador de Varginha, foi detido na manhã desta quarta-feira (2/9), por meio de investigação da Polícia Federal em Brasília

Sarah Peres
postado em 02/09/2020 22:48
 (foto: PRF)
(foto: PRF)

Um homem foi preso em Três Pontas, na região de Varginha (MG), acusado de estelionato para o recebimento do auxílio emergencial, além de ameaça e divulgação de informações pessoais cometidos contra o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, e de familiares dele. Agentes da Polícia Federal do Distrito Federal detiveram o suspeito na manhã desta quarta-feira (2/9).

A ação ocorreu por meio da Operação Falso Samaritano, realizada por policiais de inteligência da corporação. O homem usava dados de vítimas para se cadastrar nos aplicativos de auxílios emergenciais do governo federal e, assim, receber os valores irregularmente.

Na residência do acusado, agentes apreenderam celulares e chips novos e usados de uma operadora telefônica. Ele cadastrava os números para conseguir fraudar o sistema do auxílio emergencial da Caixa Econômica.

A partir do momento em que a Caixa identificou que pessoas estavam recebendo o auxílio do governo de forma ilegal, com dados de terceiros e sem ter direito ao benefício, houve a divulgação do crime por parte do banco estatal.

Após o alerta, segundo a PF, o próprio presidente da Caixa a intensificação das medidas para impedir que fraudadores seguissem recebendo o auxílio emergencial ilegalmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação