Votação

Administração de Samambaia abre votação para escolher cartão-postal

Moradores da região podem votar até 10 de setembro para eleger um monumento para representar Samambaia. Entre os concorrentes há espaços culturais, esportivos e um parque

Correio Braziliense
postado em 03/09/2020 16:16
Igreja Santa Luzia, mais conhecida como Igreja da Barca, está no páreo para ser a representante de Samambaia -  (foto: Daniella Sasaki/Esp. CB/D.A Press)
Igreja Santa Luzia, mais conhecida como Igreja da Barca, está no páreo para ser a representante de Samambaia - (foto: Daniella Sasaki/Esp. CB/D.A Press)

Diferentemente de Taguatinga e Ceilândia, que têm seus famosos cartões-postais — a Praça do Relógio e a Caixa D'água, respectivamente —, Samambaia não tem um monumento que faça parte do imaginário popular. Mas, a administração regional da cidade quer mudar isso e abriu votação para que moradores possam opinar sobre qual deve ser a imagem que representará a cidade. A votação ocorre por meio deste site até 10 de setembro.

Os pontos turísticos selecionados foram o Centro Olímpico, o Chafariz, o Complexo Cultural, o Estádio Rorizão, a Igreja da Barca, o Parque Três Meninas e o Restaurante Comunitário. Administrador de Samambaia, Gustavo Aires explica que a escolha dos locais foi feita por servidores da administração, buscando o lugar que mais representa a cidade. Segundo a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), a escolha de um cartão-postal é uma forma de incentivar a regionalidade local.

Confira abaixo os monumentos que participam da seleção:

Centro Olímpico

O Centro Olímpico de Samambaia foi inaugurado em 2009, com a presença do ex-jogador de futebol Pelé. Localizado na QN 319, o espaço oferece atividades esportivas para moradores com objetivo de promover qualidade de vida e incentivar o esporte.

Chafariz

Caso essa opção seja escolhida, será construído um chafariz para simbolizar a luta dos primeiros moradores de Samambaia que não tinham água encanada. Foram instalados, então, na década de 1980, pontos de água, apelidados de chafarizes, para que a comunidade pudesse ter acesso à água potável.

Complexo Cultural

O Complexo Cultural de Samambaia tem cineteatro, biblioteca, salas de oficina e galpão multiuso. Reivindicação antiga da comunidade, o espaço busca incentivar a vida cultural e economia criativa da cidade.

Estádio Rorizão

O Estádio Joaquim Domingos Roriz, mais conhecido como Rorizão, tem capacidade para seis mil pessoas. Inaugurada em 1994, a arena é localizada na Quadra 301. A primeira partida que recebeu foi Samambaia FC x Taguatinga, com vitória do time da casa.

Igreja da Barca

A Igreja Santa Luzia, mais conhecida como Igreja da Barca, foi construída em 1996 pelos padres Alberto Trombini e Manoel Martins, na QS 304, após chamamento público. No local, também foi construída a creche Santa Luzia para atender crianças em vulnerabilidade.

Parque Três Meninas

O Parque Três Meninas é uma área de preservação de Cerrado, onde os moradores podem ter momentos de lazer e praticar exercícios físicos. A área tem esse nome devido ao pioneiro Inezil Penna Marinho, que apelidou um espaço no fundo do terreno, onde, hoje, é o parque, de Granja Três Meninas, em homenagem às filhas.

Restaurante Comunitário

Primeiro Restaurante Comunitário do DF, ele foi inaugurado em 2001 oferecendo refeições a R$ 1. O estabelecimento foi reformado no ano passado, e as refeições voltaram a custar o valor da época da abertura do espaço.

  • Estádio Rorizão, em Samambaia
    Estádio Rorizão, em Samambaia Foto: Jorge Cardoso/CB/D.A Press
  • Restaurante Comunitário de Samambaia, o primeiro do Distrito Federal
    Restaurante Comunitário de Samambaia, o primeiro do Distrito Federal Foto: Breno Fortes/CB/D.A Press
  • Complexo Cultural de Samambaia
    Complexo Cultural de Samambaia Foto: Denio Simoes/Agencia Brasilia

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação