Tecnologia

Regras para emissão de CNH gratuita no DF estão em fase final de análise

Diretor-geral Detran-DF informou ainda, em entrevista ao CB.Poder, que, até o fim do ano, 28 serviços do órgão poderão ser realizados de forma virtual

Caroline Cintra
postado em 08/09/2020 15:59
 (foto: Marcelo Ferreira/CB/DA Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/DA Press)

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) está investindo em tecnologia para oferecer um melhor atendimento ao cidadão e evitar crimes, como fraudes, por meio do sistema do órgão. Até o fim do ano, 28 serviços poderão ser realizados de forma virtual. O diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, deu a informação durante entrevista ao CB.Poder, uma parceira do Correio Braziliense e a TV Brasília, na tarde desta terça-feira (8/9).

Neste ano, com o uso do novo sistema de tecnologia adotado pelo Detran-DF, o órgão evitou duas mil tentativas de fraudes. “Estamos fazendo trocas no sistema de tecnologia para termos tranquilidade. Temos que estruturar o Detran dentro de um patamar, porque é um serviço complexo, envolve uma série de terceiros”, disse Zélio.

Devido à pandemia do novo coronavírus, os serviços do Detran-DF ficaram suspensos desde 17 de março, data em que o Governo do Distrito Federal (GDF) decretou o isolamento social. Com a retomada gradual, muitos atendimentos começaram a ser feitos de forma virtual.

“Temos projeto de informatização para que diminua o tempo de espera nas filas. Antes, muitos serviços demandavam a ida aos postos do Detran, hoje, não é demandado mais, como a segunda via de boleto para pagamento de multa. Isso é algo que, no século 21, uma empresa mediana consegue fazer”, destacou o diretor-geral do Detran.

Zélio Maia ainda falou sobre o projeto CNH Social, que oferecerá Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para pessoas de baixa renda. “No início do ano, o governador Ibaneis Rocha enviou o projeto. Isso gera mobilidade social. Estamos esperando a análise com os devidos reajustes. Em 60 dias teremos novidades, com o detalhamento das regras. Está em fase final”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação