Susto

Incêndio atinge quatro cômodos de uma residência em Ceilândia nesta terça

Um conjunto habitacional de três residências teve uma das suas unidades atingida por incêndio na noite desta terça-feira (8/9). A Polícia Militar do DF realizou o resgate de uma moradora que foi atendida pelo Corpo de Bombeiros Militar em estado de choque

Correio Braziliense
postado em 08/09/2020 23:46 / atualizado em 08/09/2020 23:47
Vizinhos tentaram conter o fogo com baldes de água antes do Corpo de Bombeiros chegar  -  (foto: CBMDF / Divulgação)
Vizinhos tentaram conter o fogo com baldes de água antes do Corpo de Bombeiros chegar - (foto: CBMDF / Divulgação)

 Incêndio em um conjunto habitacional assustou moradores em Ceilândia, na noite desta terça-feira (8/9). O fogo atingiu quatro cômodos de uma residência localizada em um lote junto com outras duas casas. A Polícia Militar do Distrito Federal resgatou uma moradora que estava na casa dos fundos e não conseguia sair por conta da fumaça.

O Corpo de Bombeiros Militar chegou logo em seguida e realizou o atendimento a mulher, que estava em estado de choque, e atuou no controle do incêndio. Segundo informações da corporação, um vizinho notou as chamas saindo pelo imóvel após sentir um forte cheiro de fumaça seguido de um barulho de explosão.

Assustado, ele alarmou os demais moradores e a vizinhança que tentaram combater as chamas com o uso de baldes com água. O acionamento aos bombeiros demorou em razão do desconhecimento do número de emergência pelos moradores, que nervosos pela situação não lembraram do número.

O Corpo de Bombeiros reitera que em caso de emergência ligue no 193. A proprietária do imóvel estava consternada, porém aliviada de não haver nenhuma pessoa ferida.

Foram gastos cerca de um tanque de água de uma viatura para cessar o fogo que se extinguiu em cerca de 25 minutos. Toda a operação, dentre as ações de combate do incêndio e busca de possíveis vítimas nos cômodos da casa, duraram cerca de uma hora e quarenta minutos.

O acesso a rua precisou ser fechado com o apoio da Polícia Militar do Distrito Federal. As causas do incêndio serão apuradas pela perícia do Corpo de Bombeiros e devem ser concluídas em um prazo de 30 dias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação