Curtas

Correio Braziliense
postado em 13/09/2020 23:26

» Professores
Testagem será por RT-PCR

A Justiça definiu o método para testagem de covid-19 em profissionais de educação, no retorno às aulas presenciais para as instituições privadas de ensino do Distrito Federal. Seguindo o calendário previsto, a volta começa com alunos da educação infantil e ensino fundamental 1 (1º ao 5º ano), a partir de 21 de setembro. Ontem, o juiz titular da 6ª Vara do Trabalho de Brasília, Antônio Umberto de Souza Júnior, determinou que as escolas deverão custear o teste RT-PCR, até 31 de dezembro. Seguindo a análise pericial apontada judicialmente, o magistrado concluiu que o método de testagem ideal “não pode cingir-se à realização de testes de detecção instantânea, mas em procedimento preparatório que passe, em relação aos indivíduos assintomáticos não integrantes de grupos de risco”.


» Incendiado
Polícia identifica vítima

A Polícia Civil do Distrito Federal identificou o homem morto queimado enquanto dormia em uma parada de ônibus, em Águas Claras, na madrugada desse sábado. Ele tinha 44 anos e havia um registro, de 2014, de ocorrência de desaparecimento dele. O nome da vítima não foi divulgado. De acordo com a agentes da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), que investiga o caso, o homem estava em situação de rua e dormia em paradas de ônibus. A polícia trata o caso como homicídio. Até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso.


» Guará
PM fecha casa de azar

A Polícia Militar identificou um cassino no Guará, na noite de sábado. No local, foram apreendidas 10 máquinas de bingo eletrônico. Os responsáveis pelo estabelecimento, no entanto, não foram localizados. Segundo a corporação, uma equipe que patrulhava no Lago Sul recebeu a denúncia de um morador. Ele relatou que a mãe, idosa, era vítima de uma casa de jogos de azar e deu o endereço do local, na QE 40 do Guará 2. O cassino estava aberto e em pleno funcionamento. As máquinas foram levadas com o apoio dos agentes da 1ª DP (Asa Sul).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação