Segurança pública

Empregada é presa por facilitar entrada de criminosos em casas

Investigações apontaram que a jovem obtinha informações sobre as vítimas e repassava aos criminosos para cometer roubos

Darcianne Diogo
postado em 14/09/2020 22:33
Os suspeitos foram identificados pela polícia e as investigações continuam para capturá-los -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Os suspeitos foram identificados pela polícia e as investigações continuam para capturá-los - (crédito: PCDF/Divulgação)

Uma empregada doméstica, de 19 anos, foi presa pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) acusada de integrar um grupo criminoso responsável por roubar residências na Ponte Alta Norte do Gama. Investigações apontaram que a jovem ficava encarregada de obter informações sobre as vítimas, bem como da ex-patroa.

A ação, integrada entre as duas delegacias do Gama (14ª DP e 20ª DP), teve início após uma ocorrência de roubo em uma casa neste sábado (12/9), no Condomínio Requinte. Na ocasião, os criminosos invadiram a residência portando facas. De acordo com o delegado-chefe da 14ª DP, Jônatas Silva, os suspeitos tinham as chaves do portão principal do condomínio. “Eles subtraíram inúmeros objetos pessoais, equipamentos eletrônicos, R$ 14 mil e um veículo automotor”, disse.

Segundo o investigador, após as diligências, a ex-empregada doméstica da família foi presa. Na casa da jovem, os agentes encontraram R$ 500, além das roupas utilizadas pelos acusados durante o crime. Os outros criminosos também foram identificados e as investigações continuam na tentativa de localizá-los, bem como recuperar o restante dos objetos roubados. A empregada foi autuada em flagrante por roubo majorado, concurso de pessoas, uso de arma branca e corrupção de menores.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação