Crime

Polícia Civil investiga negociação ilegal de criança em site de adoção

Marido denunciou que mulher grávida do Itapoã estaria negociando a criança com casal do Rio de Janeiro. A 6ª DP investiga o caso

Samara Schwingel
postado em 15/09/2020 16:46
A mulher estaria usando tornozeleira eletrônica após mandado judicial -  (crédito: Divulgação/PCDF )
A mulher estaria usando tornozeleira eletrônica após mandado judicial - (crédito: Divulgação/PCDF )

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga uma suposta negociação de bebês. De acordo com informações preliminares, uma grávida residente no Itapoã estaria negociando a criança com um casal que mora no Rio de Janeiro. 

A denúncia inicial foi feita pelo pai da criança. Segundo ele, a companheira, grávida de quatro meses, estaria conversando com o casal carioca e já teria determinado a quantia para sustentar os gastos da gestação. 

De acordo com a delegada da 6ª DP (Paranoá), Jane Klebia, os depoimentos colhidos até o momento confirmam que a grávida conversou com a suspeita por um site de interessados em doação e adoção de bebês. Além disso, ela se hospedou na casa dos suspeitos por um período, mas retornou ao DF por ordem judicial e, no momento, está usando tornozeleira eletrônica.

Na manhã desta terça-feira (15/9), agentes realizaram mandados de busca e apreensão na casa dos suspeitos, localizada na Região dos Lagos, do Rio de Janeiro. No local, foi encontrado um bebê de dois meses de idade, registrado como filho de outro relacionamento do morador. A mãe biológica ainda não foi localizada. 

Os próximos passos envolvem encaminhar o material apreendido para perícia e confirmar depoimentos dos envolvidos, especialmente com relação ao recém-nascido encontrado com o casal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação