Superação

Campanha pede ajuda para brasiliense que sofre sequelas da covid-19

John Grangeiro foi infectado pelo novo coronavírus em maio. Ele superou a doença, mas vive uma luta diária contra as consequências

Correio Braziliense
postado em 18/09/2020 16:53
John está internado desde março e tem sequelas neurológicas  por causa de uma parada cardiorrespiratória -  (crédito: Reprodução/Redes Sociais )
John está internado desde março e tem sequelas neurológicas por causa de uma parada cardiorrespiratória - (crédito: Reprodução/Redes Sociais )

Em maio, o brasiliense John Grangeiro, 46 anos, apresentou sintomas como dores no corpo, febre e falta de ar. Ao dar entrada no Hospital Águas Claras, veio a confirmação: covid-19.  Após mais de 60 dias, ele conseguiu se livrar do coronavírus, porém ficou com sequelas da doença. Atualmente, John está há quatro meses internado e a família criou a campanha "Por amor ao John" para conseguir manter o tratamento do rapaz. 

Por meio das redes sociais, os familiares atualizam os interessados sobre o estado de saúde de John. De acordo com Keityanne Grangeiro, 33, irmã de John, as sequelas são neurológicas e provenientes de uma parada cardiorrespiratória de cerca de 25 minutos. "Além disso, ao longo desses quatro meses, ele teve várias outras infecções e alguns procedimentos necessários para a melhora dele não são cobertos pelo plano", diz. 

A família chegou a pedir o auxílio-doença do INSS, mas o benefício ainda está em análise. Por isso, eles contam com a ajuda de outras pessoas para arcar com as despesas de John. "Ele está muito debilitado e a recuperação será a longo prazo. Ou seja, realmente precisamos de ajuda", diz Keityanne. 

John trabalhava na Câmara dos Deputados e estava trabalhando em regime de home office na época em que foi contaminado.  

Para saber como ajudar John, basta acessar a página da campanha no Facebook

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação