Sargento é primeiro bombeiro na ativa morto por coronavírus

Warderlan Gonçalves da Silva era sargento do 17° Grupamento de Bombeiro Militar, localizado em São Sebastião

Renata Rusky
postado em 19/09/2020 20:54
 (crédito: Reprodução da internet)
(crédito: Reprodução da internet)

Nas últimas 24 horas, o Distrito Federal registrou mais onze mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico publicado diariamente pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF). Uma delas é a de Wanderlan Gonçalves da Silva, 47, o primeiro bombeiro na ativa morto pelo coronavírus.

Silva era 1° sargento do 17° Grupamento de Bombeiro Militar, localizado em São Sebastião. Em nota, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal lamentou a perda e confortou a família. O sargento era pai e marido. “Apresentamos nossas condolências à família e aos amigos, desejando que Deus possa confortar cada um e receber nosso combatente em sua morada”, diz a nota.

O bombeiro foi sepultado na tarde deste sábado (19/9). Ele deixa a esposa, dois irmãos e sobrinhos. Não tinha filhos. A sobrinha Dhéssica Gonçalves conta que ele era uma pessoa brincalhona, que sempre tirava o melhor até das situações ruins. “Se ele estivesse aqui com a gente, passando por isso, estaria levantando o astral de todo mundo”, ela garante.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação