Investigação

Mansão no Lago Sul: Justiça nega pedido de remoção de matérias

Os moradores alegaram que matérias publicadas são difamatórias. Juiz negou a solicitação e explicou que a questão não é de competência do juízo criminal

Correio Braziliense
postado em 24/09/2020 11:12 / atualizado em 25/09/2020 11:04
A mansão fica no Lago Sul, em área nobre da cidade -  (crédito: Divulgação)
A mansão fica no Lago Sul, em área nobre da cidade - (crédito: Divulgação)

Os moradores da mansão localizada na QL 18 do Lago Sul, bairro nobre de Brasília, que acusaram um casal de ter invadido um imóvel fizeram pedidos de urgência para que as matérias que mencionam a família sejam retiradas de sites de notícias, blog e redes sociais nas quais foram compartilhadas. O juiz responsável negou a solicitação.

A família - que foi mencionada como invasora do referido imóvel - alegou ter firmado o devido contrato de locação da casa em que residem, tendo sido surpreendidos, em fevereiro deste ano, por uma pessoa que se apresentou como legítima herdeira do imóvel. Contudo, a suposta sucessora não apresentou nenhum documento comprobatório.

Após a inesperada visita, o Correio Braziliense e o Blog do Vicente publicaram matérias que, segundo os moradores, seriam difamatórias, uma vez que afirmam que teriam invadido a casa e que seriam especialistas em ocupar imóveis vazios.

De acordo com os moradores, as publicações colocaram a vida da família em risco, pois passaram a ser agredidos e xingados nas redes sociais. Diante do ocorrido, eles requisitaram medidas urgentes para impedir a aproximação do suposto herdeiro, com o intuito de solicitar a remoção em sites e redes sociais, de qualquer matéria que mencione a família.

Ao negar os pedidos, o juiz da 7ª Vara Criminal de Brasília explicou que a questão não é de competência do juízo criminal e que já há ação em andamento, com data de audiência designada para realizar os devidos andamentos a fim de decidir a questão.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação