Saúde

Outubro Rosa: consultórios intinerantes atendem em oito regiões

Os ônibus estarão nos hospitais de Base e de Santa Maria e nas UPAs de Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas, São Sebastião, Sobradinho e Núcleo Bandeirante

Correio Braziliense
postado em 02/10/2020 15:41
Uma equipe da Secretaria da Mulher estará disponível nos ônibus para prestar acolhimento psicossocial -  (crédito: Divulgação/SM)
Uma equipe da Secretaria da Mulher estará disponível nos ônibus para prestar acolhimento psicossocial - (crédito: Divulgação/SM)

Na campanha Outubro Rosa, ações sobre a importância do diagnóstico precoce e da prevenção do câncer de mama ganham reforço da Secretaria da Mulher (SM), em parceria com o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) e a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Além do agendamento de consultas e dos exames de mamografia realizados em seis unidades de pronto atendimento (UPAs), no Hospital de Base (HB) e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), haverá atendimento em duas unidades móveis disponibilizadas pela SM para as ações itinerantes.

Transformados em consultórios, esses ônibus estarão nos hospitais de Base e de Santa Maria e nas UPAs de Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas, São Sebastião, Sobradinho e Núcleo Bandeirante. O público-alvo são mulheres entre 50 e 69 anos de idade, conforme orientação do Ministério da Saúde.

“Neste mês, vamos levar nossa unidade móvel para várias cidades do DF, porque nós, como Secretaria da Mulher, entendemos que essa é uma excelente oportunidade para não só falar do câncer de mama, mas também para esclarecer às mulheres todos os seus direitos, apresentar nossos programas de acesso à autonomia econômica”, ressalta a secretária da Mulher, Ericka Filippelli. “Queremos dizer a elas que existe um horizonte, um futuro. Existem abraços e acolhimento”.

Nas unidades móveis, enfermeiros do Iges-DF vão orientar as mulheres a fazerem o autoexame das mamas e também a procurarem ajuda médica em caso de suspeita de um câncer. Caso haja indicação, poderão encaminhá-las a exames de mamografia. Uma equipe da SM estará disponível nos ônibus para prestar acolhimento psicossocial, além de oferecer informações sobre a promoção de saúde mental e física, incluindo o combate à violência doméstica de gênero.

“A política de promoção da mulher da Secretaria tem como uma das prioridades a área da saúde feminina, que é um direito”, pontua a subsecretária substituta de promoção da mulher, Fernanda Falcomer. “Nesse sentido, nossa equipe levará a abordagem da perspectiva dos direitos, da prevenção da violência contra a mulher e sobre empreendedorismo e geração de renda. As mulheres serão orientadas sobre os tipos de violência e como buscar ajuda nos serviços oferecidos pela secretaria.”

Confira os locais onde estarão as unidades móveis da Secretaria da Mulher. O atendimento será sempre das 8h às 17h:

Sexta-feira (2/10): Hospital de Base (Unidade 1).
Sábado (3/10): Hospital de Base (Unidade 1) e Hospital de Santa Maria (Unidade 2)
Segunda-feira (5/10): UPA Ceilândia (Unidade 1) e UPA Samambaia (Unidade 2)
Terça-feira (6/10): UPA Recanto das Emas (Unidade 1) e UPA Núcleo Bandeirante (Unidade 2)
Quarta-feira (7/10): UPA São Sebastião (Unidade 1) e UPA Samambaia (Unidade 2)
Quinta-feira (8/10): UPA Sobradinho (Unidade 1) e UPA Ceilândia (Unidade 2)
Sexta-feira (9/10): UPA São Sebastião (Unidade 1) e UPA Sobradinho (Unidade 2)
Sábado (10/10): Hospital de Base (Unidade 1) e Hospital de Santa Maria (Unidade 2)
Segunda-feira (12/10): UPA Samambaia (Unidade 1) e UPA São Sebastião (Unidade 2)
Terça-feira (13/10): UPA Ceilândia (Unidade 1) e UPA Núcleo Bandeirante (Unidade 2)
Quarta-feira (14/10): UPA Recanto das Emas (Unidade 1) e UPA Sobradinho (Unidade 2)
Quinta-feira (15/10): UPA Samambaia (Unidade 1) e UPA São Sebastião (Unidade 2)
Sexta-feira (16/10): UPA Ceilândia (Unidade 1) e UPA Núcleo Bandeirante (Unidade 2)
Sábado (1710): Hospital de Base (Unidade 1) e Hospital de Santa Maria (Unidade 2)

 Com informações da Secretaria da Mulher

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação