Coronavírus

Vacina será comprada pela União

Segundo Ibaneis Rocha, o Ministério da Saúde deve adquirir os imunizantes e fazer a distribuição. Porém, o governador afirmou que, se a pasta não realizar o processo, o DF está pronto para fazê-lo

Samara Schwingel
postado em 06/10/2020 22:56
 (crédito: Renato Alves/Agência Brasília)
(crédito: Renato Alves/Agência Brasília)

Apesar de duas vacinas terem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para realizar testes de fase 3 no Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) afirma que a responsabilidade de compra e distribuição do material é dever do Ministério da Saúde. Segundo o chefe do executivo local, isso garante que a repartição seja feita de forma mais correta, priorizando quem está nos grupos de riscos. A declaração foi feita na manhã de ontem, após a cerimônia de assinatura da escritura pública da Catedral Militar Rainha da Paz.

Ibaneis declarou que, caso o governo federal estabeleça que a compra das vacinas deve ser de responsabilidade de cada estado, o DF tem meios e recursos para fazê-la. “A Secretaria de Saúde está em contato com entidades e organizações de saúde. Caso seja necessário, temos meios e não nos faltará recursos para auxiliar a população”, disse.

Templo
O chefe do Palácio do Buriti esteve, na manhã de ontem, na Catedral Militar Rainha da Paz, igreja erguida no canteiro central do Eixo Monumental, para a assinatura da escritura pública do local. O imóvel, pertencente à Terracap, será doado à União a pedido da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), para uso do Ministério da Defesa, por meio do Ordinariado Militar do Brasil.

A ação faz parte do projeto Igreja Legal, lançado pelo governo de Ibaneis Rocha, em agosto do ano passado. A medida é uma das primeiras 100 escrituras públicas de regularização entregues pela atual gestão da Terracap a entidades religiosas ou de assistência social.

Ibaneis informou que o concurso para construção do polêmico Museu da Bíblia deve ser publicado até sexta-feira. Ainda durante o evento, o governador também comunicou que o estacionamento da catedral será ampliado. “O DF tem se tornado um polo de visita para quem busca visita religiosa”, justificou.

Ao fim da cerimônia Ibaneis declarou apoio a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) para a presidência da Comissão Mista Orçamentária (CMO) no Congresso Nacional. “Torço muito pela Flávia e será importante para o DF”, afirmou o emedebista. “Será bom para Brasília e para o Brasil, ela é uma deputada muito dinâmica”, concluiu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação