Protesto

Grupo de brasilienses participa de protesto Stop Bolsonaro Mundial

Participantes protestaram contra a devastação do meio ambiente e as mais de 150 mil mortes por covid-19

Correio Braziliense
postado em 11/10/2020 00:00 / atualizado em 11/10/2020 19:18
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Brasília foi uma das 62 cidades de 42 países que sediaram, neste domingo (11/10), protestos da terceira edição do Stop Bolsonaro Mundial. Realizado em diferentes continentes, com mais intensidade na Europa, o ato global foi realizado em defesa do Pantanal, da Amazônia, do Cerrado e de todo o meio ambiente. Também inclui manifestações em defesa da democracia e da saúde pública.

Em Brasília, o ato contou com a participação de cerca de 20 manifestantes. Inicialmente, eles protestaram em frente à rampa do Congresso Nacional, munidos de faixas com palavras de ordem contra a política ambiental do governo do presidente Bolsonaro. Eles também ficaram cruzes no gramado para lembrar as mais de 150 mil mortes por covid-19 no Brasil. Depois caminharam até a frente do Palácio do Planalto para protestar. O ato terminou na Rodoviária do Plano Piloto, onde houve uma panfletagem.

“Nós estamos em um cenário em que todos os biomas estão sendo detonados. Na Amazônia, faltam 3 ou 4 por cento para chegar a 25% de destruição, e aí ela não será mais Amazônia, você vai quebrar a possibilidade, ela vai virar uma savana e depois um deserto. O pantanal queimou um terço em quatro meses. Isso é um crime de lesa humanidade”, disse o professor Roberto Ferdinand, um dos organizadores do ato.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação