Recursos hídricos

Brasilienses poderão monitorar qualidade das águas do DF em painel on-line

A nova ferramenta da Adasa traz informações ao usuário que contribuem para a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos do Distrito Federal

Correio Braziliense
postado em 15/10/2020 18:42
O Painel de Qualidade das Águas Superficiais do DF foi lançado nesta quarta-feira (14/10), na cerimônia de premiação de autoridades, instituições e representantes da sociedade civil, que contribuem para a boa gestão dos recursos hídricos no DF -  (crédito: Kleber Lima/CB/D.A Press - 6/6/7)
O Painel de Qualidade das Águas Superficiais do DF foi lançado nesta quarta-feira (14/10), na cerimônia de premiação de autoridades, instituições e representantes da sociedade civil, que contribuem para a boa gestão dos recursos hídricos no DF - (crédito: Kleber Lima/CB/D.A Press - 6/6/7)

A partir da próxima semana, os brasilienses poderão ter acesso ao Painel de Qualidade das Águas Superficiais do DF. A ferramenta disponibiliza informações sobre as condições dos rios no Distrito Federal nos últimos cinco anos, além de mapas das 77 estações de monitoramento da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa).

A Adasa, órgão responsável pelo painel, incorporará ao sistema uma avaliação por meio da adoção do Índice de Conformidade ao Enquadramento (ICE), a fim de permitir o acompanhamento da qualidade do corpo hídrico, se corresponde ao que foi planejado. Em relação ao DF, por exemplo, o ano de 2030 será a referência.

Outorgas

Nesta quarta-feira (14/10), ocorreu a publicação do Manual Técnico e Administrativo de Outorga de Direito de Uso dos Recursos Hídricos do DF. O documento é um guia prático para orientar o usuário sobre os critérios técnicos de concessão, como a localização, finalidade e forma de intervenção sobre o recurso hídrico.


 


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação