Lei Seca

Motorista bêbado tenta fugir da polícia e entra na contramão na BR-060

Motorista descumpriu ordem da polícia para sair do carro e, após ser detido, disse aos agentes da PRF que tinha a intenção de tirar a própria vida

Correio Braziliense
postado em 17/10/2020 19:59 / atualizado em 17/10/2020 20:02
Motorista embriagado tenta fugir da PRF e entra na contramão na BR-060 -  (crédito: Reprodução/PRF/Divulgação)
Motorista embriagado tenta fugir da PRF e entra na contramão na BR-060 - (crédito: Reprodução/PRF/Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem que dirigia embriagado na manhã deste sábado (17/10), na BR-060, perto da Samambaia. Os policiais observaram um Fiat Argo branco parado no acostamento, na altura do km 14, e deram ordem para o homem desembarcar do veículo. O condutor não obedeceu e tentou fugir no sentido Goiânia.

Após dois quilômetros de acompanhamento tático, na altura do km 16, o condutor, propositalmente, segundo a PRF, invadiu a pista contrária e quase atingiu outros veículos que trafegavam no sentido Brasília. O carro saiu da pista e parou no barranco.

Para os policiais, o condutor informou que tinha intenção de tirar a própria vida. A equipe verificou que o envolvido apresentava sinais de alteração da capacidade psicomotora em virtude da ingestão de álcool. O motorista realizou o teste do bafômetro e o resultado foi de 0,80 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Por ser superior ao limite considerado como infração penal, constatou-se o crime de embriaguez. O motorista recebeu voz de prisão.

Devido ao impacto na colisão do veículo com o barranco e a queixas do condutor sobre dores no tórax, a equipe de socorro da concessionária Concebra socorreu o homem, que foi levado para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

O condutor ficou sob cuidados médicos no HRT e sob a custódia dos agentes lotados na 20ª Delegacia de Polícia Civil do Gama, local de registro da ocorrência criminal em razão da infração ao Artigo 306 da Lei nº 9503/1997.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação