Pandemia

Setur define regras para o retorno de servidores ao trabalho presencial

Publicação está presente no Diário Oficial do DF desta terça-feira (20/10). Regras se aplicam a funcionários, estagiários e terceirizados

Samara Schwingel
postado em 20/10/2020 07:55

Por meio de portaria, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur) estabeleceu as diretrizes a serem seguidas pelos colaboradores da pasta na retomada das atividades presenciais. De acordo com a publicação, presente no Diário Oficial do DF (DODF) desta terça-feira (20/10), o teletrabalho só será mantido caso o servidor se autodeclare do grupo de risco e apresente atestado médico. 

Os servidores que precisarem se manter em casa por questões de prevenção deverão preencher e assinar o Formulário de Autodeclaração Grupo de Risco, disponível no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), além de encaminhar, no prazo de até 10 dias do preenchimento do formulário, a comprovação médica que ateste a condição declarada. A regra vale, também, para estagiários. 

Aqueles que retornarem às atividades presenciais precisarão fazer o uso constante de máscaras nas dependências da Setur. A temperatura será aferida na entradas do edifício-sede assim como o público que precisar de atendimento no local. 

Servidores de empresas terceirizadas deverão seguir as mesmas regras. A pasta informou, no texto, que a empresa prestadora de serviço de conservação e limpeza deverá ser comunicada para que intensifique o serviço nas dependências da Setur, em especial nas áreas e locais com risco de maior  contaminação, como corrimãos, maçanetas, elevadores, banheiros, copas, sofás e bebedouros, de acordo com os protocolos de medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias.

Por fim, a portaria estabelece que o servidor que utilizar veículo da secretaria deverá usar máscara de proteção durante todo o percurso e o número máximo de pessoas por unidade de transporte será de três, incluindo o motorista.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação