LAZER

GDF vai liberar cruzamento da W3 Sul para veículos aos domingos

Nos fins de semana, acesso à via fica bloqueado para automóveis como parte do projeto Viva W3. Com mudança, motoristas poderão cruzar a avenida entre as quadras 506/706 e 507/707 Sul

Correio Braziliense
postado em 21/10/2020 22:32 / atualizado em 21/10/2020 22:36
Liberação das pistas para pedestres e ciclistas aos domingos começou a valer em junho -  (crédito: RENATO ALVES)
Liberação das pistas para pedestres e ciclistas aos domingos começou a valer em junho - (crédito: RENATO ALVES)

A Viva W3, projeto de fechamento da avenida do Plano Piloto para pedestres e ciclistas aos domingos, terá alteração a partir do próximo domingo (25/10). O cruzamento entre as quadras 506/706 e 507/707 da W3 Sul passará a ficar aberto ao trânsito de veículos. Com a mudança, motoristas poderão trafegar das quadras 300 e 100 para as quadras superiores da Asa Sul.

A interrupção entre as quadras 503/703 Sul e 515/915 Sul começou em junho, como forma de aumentar os espaços de lazer ao ar livre durante a pandemia de covid-19. Com o fechamento da via, rotas do transporte coletivo foram desviadas para as W4 e W5 Sul, das 6h às 17h.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) reforçará o efetivo nos cruzamentos liberados, para manter a segurança de pedestres e motoristas. Painéis luminosos com mensagens indicando a interrupção do fluxo serão instalados na avenida. Além disso, a travessia dos pedestres e ciclistas ficará restrita a apenas uma das pistas.

Empresários do DF questionaram o fechamento da via aos domingos, alegando queda no número de vendas neste período. Para discutir a revitalização da W3 Sul, integrantes do Executivo local reuniram-se com representantes do setor produtivo na tarde desta quarta-feira (21/10).

Participaram do encontro os presidentes dos sindicatos do Comércio Varejista (Sindivarejista-DF), Edson de Castro; dos Supermercados (Sindisuper-DF), Gilmar Pereira; do de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar), Jael Antônio da Silva; da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), José Carlos Magalhães Pinto; e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), Francisco Maia.

O presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães Pinto, defende a revitalização da via, argumentando ser um pedido antigo de comerciantes da região. Contudo, ele justifica que a abertura dos cruzamentos facilitará o acesso de clientes aos bares, restaurantes e supermercados das quadras 100 e 300 aos domingos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação