Lazer

Sindivarejista: Abertura de cruzamentos da W3 aos domingos atende comunidade

Sindicato do Comércio Varejista crê que alteração vem em boa hora, pois vendas de empresas da W3 caíram aos domingos e feriados e há entraves para motoristas com bloqueio

Correio Braziliense
postado em 22/10/2020 11:21 / atualizado em 22/10/2020 11:37
A medida atende ao pedido de comerciantes, que viram as vendas caírem por causa da Rua do Lazer -  (crédito: RENATO ALVES)
A medida atende ao pedido de comerciantes, que viram as vendas caírem por causa da Rua do Lazer - (crédito: RENATO ALVES)

O fechamento da W3 Sul para pedestres e ciclistas aos domingos e feriados passa por alterações após reuniões de entidades do Distrito Federal, mudanças que vêm “em boa hora”, na avaliação do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista). No próximo domingo (25/10), o cruzamento entre as quadras 506/706 e 507/707 vai ficar aberto ao trânsito de veículos.

“É uma forma de atender à comunidade, o setor produtivo e as pessoas que por ali caminham”, afirmou o vice-presidente do Sindivarejista, Sebastião Abritta. No próximo mês, mais alterações devem ser feitas para preservar o comércio da região. “A proposta é que, a partir de novembro, somente esse trecho da W3 Sul fique fechado para a prática de esportes e atividades físicas. Assim, o comércio poderá recuperar um pouco o que perdeu ao longo dos últimos meses com o fechamento da avenida aos domingos e feriados” explicou Abritta.

A mudança do próximo domingo permite o tráfego de motoristas das quadras 300 e 100 para as quadras superiores da Asa Sul, algo que era muito solicitado pela população da região e pode voltar a aquecer as empresas locais. “A alteração vem em boa hora, porque as vendas caíram mais de 45% aos domingos e feriados no comércio desde que o fechamento da W3 Sul foi iniciado”, detalhou o presidente do Sindivarejista, Edson de Castro.

Para ele, é preciso ainda lembrar dos bloqueios de circulação de veículos. “Há entraves para quem deseja ir de carro da W5, W4 e W2 para quadras onde o comércio abre aos domingos e isso se reflete em todas as demais quadras da Asa Sul e o consumo desaba”. Na última quarta-feira (21/10), após reunião com empresários e sindicatos, entidades manifestaram o desejo de criar um corredor cultural entre as quadras 504 e 508 Sul.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação