Papais Noéis se adequam à pandemia e promovem encontros virtuais

Em um ano em que tudo ocorre de forma diferente devido à pandemia do novo coronavírus, o bom velhinho teve de se adaptar. Seja do alto de uma torre, por vídeo chamada ou por uma cartinha, o senhor Noel estará presente no Natal brasiliense

Caroline Cintra
postado em 08/11/2020 06:00
 (crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

 

Árvores decoradas, guirlandas nas portas e pisca-pisca por toda parte. Os artigos anunciam a aproximação do Natal. Mas, a festa não é completa sem a participação do bom velhinho. É o Papai Noel quem recebe a criançada e, também, muitos adultos, com um abraço aconchegante que traz esperança e alegria, além de entregar os presentes tão esperados durante o ano. A fotografia com ele não pode faltar. No entanto, devido à pandemia da covid-19, o carinho será a distância. Acostumados a atender filas gigantes, desde novembro até 25 de dezembro, os senhorzinhos barbudos e de cabelos brancos terão de adaptar-se ao novo cenário.


Papai Noel há 27 anos, o aposentado Abílio da Cruz Pinto, 77 anos, conta que, embora não possa ter contato físico com as crianças, a magia do Natal permanece. “Vai ser um ano diferente, mas o importante é ver as crianças. É um encontro emocionante. Todos os anos, trabalho com muito amor e, esse ano, não será diferente nesse quesito” afirma. Para manter a aparência do bom velhinho, ele apara a barba apenas uma vez ao ano. “Eu amo o que faço”, declara. Neste Natal, ele estará no shopping Pátio Brasil, na W3 Sul.


Assim como Abílio, o também aposentado Pedro Marcos Vilas Boas, 56, faz a barba apenas uma vez por ano, sempre em 26 de dezembro. Ele atua como Papai Noel há 8 anos, no Taguatinga Shopping, no Pistão Sul. Desta vez, a expectativa é de que a emoção tome conta, mesmo sem poder abraçar a criançada. “Teremos a oportunidade de conversar através de uma janela, mas sem proximidade. As crianças gostam de pegar na barba, mas não poderão, porque temos de respeitar as normas. Vai ser emocionante. Sou humano, pai e filho. Então, entendo toda a magia que essa data proporciona e sou feliz por fazer parte dela”, acrescenta.


Além da carreira de cantor e compositor, Wander Borges de Toledo, 67, dedica-se a vida de Papai Noel, principalmente em festas familiares. A ideia de atuar como o bom velhinho surgiu de amigos e crianças que o chamavam de Papai Noel por onde andava. “É algo esplêndido. A gente vê o sorriso, a alegria, a expectativa, especialmente das crianças, que olham de forma pura e cheia de amor. Estamos carentes disso e, depois de muito tempo isoladas, elas merecem um momento de energia”, defende.


Novo normal

Dona da Agência Art Noel Eventos, Wânia Moraes, 48, trabalha com contratação de Papai Noel para shoppings, eventos corporativos e festas em casa, há 30 anos. Desde o início da carreira, ela nunca enfrentou um momento tão diferente quanto esse. Como trabalha, principalmente, na época do Natal, um período mágico e tão esperado todos os anos, precisou fazer algumas adaptações para atender os clientes. “Teve um tempo em que achamos que não ia ter Natal este ano. Mas, as demandas dos shoppings foram aparecendo, e cada um vai fazer de um jeito diferente. Eles estão abusando da criatividade para manter a tradição e a presença do Papai Noel”, revela.


A empresa de Wânia administra, seleciona e treina os bons velhinhos para os clientes. Cada um exige um perfil diferente de Papai Noel. Com as mudanças que a pandemia exige, a empresária acredita que os brasilienses estarão mais sensíveis nas festividades de fim de ano. “O bom velhinho é precursor de esperança, de um ano melhor. Este foi um ano sofrido, a imagem do Papai Noel vai trazer algo diferente. Apesar das mudanças, eles estarão ali, de uma forma ou de outra, levando palavra de conforto. Quem achou que este ano não ia ter Papai Noel, pode tirar a rena da chuva”, brinca.

Ajustes

Os shoppings são os locais onde os brasilienses mais encontram os bons velhinhos. Este ano, com a crise sanitária, cada centro comercial vai adotar estratégias para garantir a do Papai Noel. No Conjunto Nacional, o encontro com o principal personagem do Natal será substituído por chamada individual de vídeo, com ligações de até cinco minutos, agendadas previamente pelo aplicativo do shopping, com direito a foto virtual. O Papai Noel também vai atender os pequenos via WhatsApp. Além disso, haverá a opção de pedir uma mensagem gravada direto do Polo Norte para enviar a amigos ou familiares. “O trenó não chega este ano, mas o Papai Noel já está com a agenda aberta para um bate papo com nossos clientes”, disse o head de marketing do grupo Ancar Ivanhoe, que administra o Conjunto Nacional.


O bom velhinho do JK Shopping estará em home office, mas não deixará de alegrar no Natal. A ideia do centro comercial é manter a magia da data de uma forma diferente e inovadora. Quem estiver por lá, poderá agendar uma videoconferência para conversar com o bom velhinho e, ainda, confidenciar o que deseja ganhar de presente.


Para conversar com o Papai Noel do JK Shopping será necessário retirar uma senha no dia da chamada, no balcão de informações, localizado no piso L1. O espaço funcionará das 12h às 20h. O tempo estipulado é de cinco minutos. Haverá a higienização da cabine a cada ligação. As crianças poderão levar cartinhas para serem entregues às assistentes do Papai Noel e vão receber um pirulito ao final da chamada.


No Taguatinga Shopping, o encontro com o Papai Noel será presencial, porém mantendo o distanciamento. Na praça central, o bom velhinho ficará numa torre de 3 metros, acenando para a criançada. Embora não possa dar aquele abraço quentinho, ele vai manter o contato com o público usando um microfone. “Foi uma forma que encontramos de oferecer essa experiência de forma segura. É importante manter esse encontro, porque é uma tradição. Fizemos a escolha de chamar uma pessoa que não seja do grupo de risco e que vai passar pelo teste semanalmente”, explica a gerente de marketing do shopping.

Nos shoppings

Alameda Shopping

» Totem com a imagem do Papai Noel em tamanho real
» Quando: de 21 de novembro a 24 de dezembro
» Horário: segunda a sábado, das 9h às 21h; e domingo, das 12h às 18h

Brasília Shopping

» O bom velhinho aparecerá apenas nas telas do Cine Drive-in Brasília, numa parceria com o Brasília Shopping, durante o evento Natal de Cinema do Brasília Shopping, com a transmissão de filmes de Natal. Para conseguir o ingresso é preciso participar de uma caçada dentro do centro comercial.
» Quando: 1º de dezembro a 29 de dezembro

Conjunto Nacional

» Vídeo Chamada com o Papai Noel
» Quando: De 21 de novembro a 24 de dezembro
» Local: Praça Central — Piso Térreo
» Agendamento: Aplicativo do shopping Conjunto Nacional, disponível para download em iOS e Android

DF Plaza

» Papai Noel estará no mall
» Quando: 16 de novembro a 24 de dezembro
» Horário: das 14h às 21h
» Encontros agendados. Informações nas redes sociais @dfplazashopping

JK Shopping

» Quando: 15 de novembro a 24 de dezembro
» Horário: das 12h às 20h
» Atendimento: retirar uma senha no dia da chamada, no balcão de informações, localizado no piso L1

Pátio Brasil

» Papai Noel em globo de neve
» Quando: 28 de novembro a 24 de setembro

Taguatinga Shopping

Papai Noel estará no mall em uma torre
Quando: de 1º a 24 de dezembro
Horário: das 12h às 20h
Call center do Papai Noel: das 10h às 12h

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação