"Nós temos condições de desconstruir o racismo", afirma juiz Fábio Esteves

O juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e membro do Fórum Nacional de Juízes e Juízas contra o Racismo e toda forma de Discriminação, ele falou sobre os desafios do Judiciário no combate ao racismo e discriminação racial em entrevista ao programa CB.Poder deste segunda-feira (9/11)

Cibele Moreira
postado em 09/11/2020 15:57 / atualizado em 10/11/2020 00:02
 (crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
(crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

O juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e membro do Fórum Nacional de Juízes e Juízas contra o Racismo e toda forma de Discriminação, Fábio Esteves, comentou os desafios do poder Judiciário no combate ao racismo e discriminação racial no Brasil em entrevista concedida ao programa CB.Poder, parceria do Correio com a TV Brasília, na tarde desta segunda-feira (9/11), O magistrado acredita que há um processo de transformação para uma mudança estrutural.

“Nós temos condições de desconstruir o racismo. Nós temos condições de desconstruir no nosso dia a dia”, afirma. “Estamos em fase de transformação. Nos últimos cinco anos, nós temos observado uma postura de mudança radical no poder Judiciário”, pontua. Porém, ainda há muito a ser trabalhado. De acordo com o Fábio, é preciso mudar a estrutura legislativa para rever questões sobre segurança pública, saúde e desigualdade.

“Nós temos um sistema de Justiça que, infelizmente, não dá conta dessas questões raciais”, destaca. Para ele, o maior desafio é tornar a luta antirracista uma cultura. “Precisamos investir na formação para desconstruir essa cultura”, explicou.

Confira a entrevista na íntegra:



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação