Investigação

PCDF divulga imagem de diarista acusada de furtar itens em casas no DF

A empregada doméstica é alvo da operação Mãos Leves, desencadeada pela 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) e subtraiu objetos em residências situadas na Asa Norte e em Taguatinga Norte

Darcianne Diogo
postado em 09/11/2020 21:49
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou, nesta segunda-feira (9/11), a foto de Rosângela Ferreira Nascimento, de 39 anos, indiciada por furto qualificado. A empregada doméstica é alvo da operação Mãos Leves, desencadeada pela 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) e, segundo as investigações, subtraia itens das casas dos patrões durante o trabalho.

Os investigadores conseguiram recuperar os bens furtados. De acordo com a apuração policial, Rosângela atuava como diarista e teria praticado o crime em residências na Asa Norte e em Taguatinga Norte. Contudo, a ocorrência foi registrada na 35ª DP, após uma das vítimas ter visto a fotografia da acusadas nas redes sociais. “Na foto, ela usava uma camisa de grife, avaliada em R$ 2 mil, que o pai da vítima havia lhe presenteado”, explicou o delegado-chefe da 35ª DP, João Ataliba Neto.

A mulher prestou depoimento na delegacia e confessou a atividade ilegal, mas disse que estava arrependida. A autora acompanhou os policiais até a residência onde mora, em Ceilândia. No local, a equipe encontrou outros objetos, como sapatos, roupas. Ela responderá pelos crimes de furto qualificado e, caso condenada, pode pegar até oito anos de prisão por cada um deles. A polícia acredita que Rosângela tenha feito mais vítimas e, por isso, decidiu divulgar a foto dela. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 197 da Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação