Executivo

GDF retoma em Taguatinga programa para retirar carcaças das ruas

Na primeira fase da operação, foram retiradas 372 carcaças das ruas do Distrito Federal

Correio Braziliense
postado em 11/11/2020 12:30
 (crédito: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)
(crédito: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)

A operação DF Livre de Carcaças foi retomada nesta quarta-feira (11/11). Taguatinga é a primeira região a receber a ação, que tirará das ruas cerca de 15 veículos abandonados. O objetivo é eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya.

“Esta medida está sendo muito eficaz. Na primeira fase foram retiradas 372 carcaças e vamos continuar a ação, com esforço concentrados dos órgãos envolvidos”, afirmou o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres

Neste ano, 15 carcaças foram retiradas de Taguatinga. A identificação dos veículos abandonados é feita com o apoio dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs), durante as reuniões que ocorrem mensalmente, e das administrações regionais.

“Por isso é tão importante a participação da população nesses encontros, que estão ocorrendo de forma virtual e retomados gradualmente em alguns locais”, explica o coordenador dos Consegs na SSP, Marcelo Batista.

A operação resulta da parceria entre as secretarias executivas das Cidades e de Políticas Públicas, DF Legal, Departamento de Trânsito (Detran-DF), Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), divisão da Secretaria de Saúde.

*Com informações da Segov

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação