Apreensão

PRF apreende caminhões transportando madeira de forma irregular

Motoristas transportavam carga superior à declarada. Madeiras tinham origem em Porto Velho (RO), e seriam entregues em Sobradinho e na Bahia

Correio Braziliense
postado em 18/11/2020 00:10
 (crédito: Divulgação / PRF)
(crédito: Divulgação / PRF)

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, na tarde desta terça-feira (17/11), mais de 93 m³ de madeira ilegal, em dois caminhões que trafegavam na BR-060, na altura do Recanto das Emas. No primeiro caso, policiais de ronda suspeitaram do veículo e decidiram abordar o motorista. O Documento de Origem Florestal (DOF) estava vencido e apesar de transportar 59,76 m³, ele havia declarado cubagem de apenas 40,05 m³, o que configura contravenção penal.

No caminhão, os agentes encontraram madeiras de cedrinho, jatobá, cambará, inhaíba, e itaúba, todas provenientes de Porto Velho, capital de Rondônia. Segundo o motorista, um homem de 51 anos, a carga seria levada para o município de Amargosa, na Bahia. A cidade está a cerca de 1,2 mil km do Distrito Federal.

Instantes depois, os policiais viram mais um caminhão, com características semelhantes ao que já havia sido parado. Novamente, o motorista transportava madeira de forma irregular. A carga era de 33,56 m³, mas o motorista, um homem de 36 anos, havia declarado apenas 28,32 m³.

Neste caso, a madeira era do tipo faveira ferro, e também tinha origem em Porto Velho. Ela seria entregue em Sobradinho. Os veículos também foram apreendidos e os condutores liberados depois de assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), além de se comprometerem a comparecer em juízo quando intimados.

*Com informações da PRF

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE