Crime

Homem é assassinado a tiros em festa clandestina no Recanto das Emas

Segundo as investigações, o autor e vítima discutiram por causa de uma jovem. Após a briga, o rapaz teria sacado uma arma e efetuado dois tiros contra Luiz Alberto Araújo de Moraes, que morreu no local

Darcianne Diogo
postado em 24/11/2020 17:43
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

Uma confusão em uma festa clandestina resultou em uma morte e uma tentativa de homicídio, no Núcleo Rural Vargem da Benção, no Recanto das Emas. Luiz Alberto Araújo de Moraes, de 28 anos, foi alvejado com dois tiros na cabeça e morreu no local. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) trabalha para identificar o suspeito.

Sem alvará de funcionamento, o evento ocorreu no domingo (22/11) e reuniu cerca de 80 pessoas, segundo as investigações conduzidas pela 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas). Como explica o delegado-adjunto da unidade policial, Diogo Carneiro, o crime teria ocorrido depois de o autor e a vítima discutirem por uma jovem. “Após diligências realizadas, constatamos que a vítima era ex-companheiro da menina. O suspeito teria tentado paquerar a jovem, momento em que os dois começaram a bater boca”, afirmou.

Local onde ocorreu festa não tinha alvará de funcionamento
Local onde ocorreu festa não tinha alvará de funcionamento (foto: PCDF/Divulgação)

Após a briga, o homem teria sacado uma arma e efetuado dois disparos contra a cabeça de Luiz Alberto. Um outro rapaz que estava na festa no momento do crime, acabou sendo atingido por um tiro na perna, mas passa bem. A vítima chegou a ser encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia, mas morreu.

No local onde ocorreu o evento não há câmeras de segurança. Segundo o delegado à frente do caso, os órgãos fiscais foram comunicados quanto às irregularidades do local. “Estamos em campo para apurar se o autor agiu sozinho ou cometeu o crime com a ajuda de outras pessoas. Até o momento, ouvimos seis testemunhas cruciais para a investigação”, finalizou o investigador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE