SOLIDARIEDADE

Projetos femininos levam a esperança de um Natal melhor

Mulheres do Distrito Federal reúnem talento e força para levar alegria às crianças. Seja pela costura, seja pelas redes sociais, elas assumem projetos em prol da solidariedade e de fazer um fim de ano mais esperançoso

Ana Clara Avendaño*
Ana Clara Alves*
postado em 25/11/2020 06:00 / atualizado em 25/11/2020 09:09
 (crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
(crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

O fim de ano se aproxima e as celebrações de Natal e ano novo chegam para aquecer os corações. Não há dúvidas de que 2020 mostrou-se desafiador, o que fez com que ações de caridade e projetos sociais ganhassem força e se tornassem ainda mais necessários. Impulsionadas pelo isolamento social, as irmãs Manoela, 59 anos, e Regi Magalhães, 60, utilizam o tempo dentro de casa para costurar roupas de boneca e doá-las a crianças carentes, por meio do projeto Barbie. Há também a campanha Natal Mais Feliz, que uniu seis mulheres com o objetivo de presentear alunos do 2º período “A” do Centro de Ensino 2 da Cidade Estrutural (CEF 2). Ainda no clima da solidariedade, a iniciativa Estojos do Bem reúne costureiras de todo o país para confeccionar estojos e entregá-los recheados de material escolar para crianças carentes.

As irmãs Magalhães viram na pandemia uma oportunidade de alegrar o coração das crianças e tornar o momento mais leve. “Compramos algumas bonecas e decidimos costurar umas roupas. De sete bonecas, acabamos comprando 20, depois 50, e assim por diante”, conta a aposentada Manoela. Elas se uniram à Abrace, à organização não governamental (ONG) Aconchego, ao grupo Amigas da Solidariedade e à banda Viela 17, da Ceilândia, e distribuíram cerca de 170 kits com bonecas, roupas e acessórios para crianças carentes do Distrito Federal.

A iniciativa entusiasmou amigos e familiares de Regi e Manoela. “Minha outra irmã, que mora na Alemanha, teve a ideia de divulgar no Instagram. Então, o projeto ganhou ainda mais visibilidade. Além disso, parentes e amigos enviaram Barbies da Suíça, da Alemanha e de outros estados brasileiros”, relata ela. A variedade de bonecas é outro diferencial. Os kits confeccionados pela dupla contam com Barbies de diferentes tons de pele e tipos de cabelo. Para Manoela, o sucesso do projeto é resultado de uma série de fatores, mas o ingrediente principal é o amor.

Estojos do Bem

As amigas Márcia Vale, 52, e Luciana Jaber, 44, confeccionavam estojos para as crianças antes mesmo da pandemia. Em 2018, Márcia, que é servidora pública, juntou-se à Luciana, designer e professora de costura criativa, e criaram o projeto Estojos do Bem. O objetivo é costurar estojos e doá-los, com os principais materiais escolares, a crianças. “Eu lembro como eu ficava feliz quando era criança e meus pais chegavam em casa com material escolar novinho, que seria usado no ano seguinte. Imaginava que poucas crianças já tiveram essa alegria. A maioria dessas crianças vai para a escola apenas com lápis e borracha usados. Foi com esse pensamento que surgiu o projeto”, conta Márcia.

As amigas contam com a ajuda de várias costureiras no Distrito Federal, Goiânia, São Paulo, Maceió, Aracaju e Mossoró (RN), que, além de costurar, ajudam a entregar os estojos para as crianças. Ao longo dos dois anos, já entregaram, aproximadamente, quatro mil estojos. “Em geral, procuramos projetos ou ONGs que já atendem a comunidades carentes, e confeccionamos os estojos por encomenda, na medida do possível, personalizados para cada criança, de acordo com o sexo e idade”, explica Luciana.

Para este Natal, o objetivo é confeccionar 300 estojos para serem entregues às crianças da Chácara Santa Luzia, na Estrutural. A maior dificuldade que encontram é a de ter doações dos materiais escolares, para que os estojos cheguem às crianças com tudo o que precisam para começar o semestre letivo. Além da ação de Natal, mais mil estojos estão nos planos para serem feitos e entregues em janeiro de 2021. “O retorno dos pais, que nos procuram para dizer que não sabiam como fazer para mandar os filhos para a escola sem material, é o que nos aquece o coração. Ganhar um estojinho feito à mão, colorido, recheado com lápis de cor, cola, régua, tesoura, lápis de escrever e canetas pode incentivar uma criança a ir para escola mais feliz e motivada”, completa Márcia.

Querido Papai Noel

A campanha Natal Mais Feliz é a responsável pela entrega das cartas de 30 alunos do colégio CEF 2, da Estrutural, ao Papai Noel. A iniciativa surgiu no momento mais crítico da pandemia, quando seis digitais influencers decidiram arrecadar cestas básicas para residentes da Cidade Estrutural. De acordo com uma das idealizadoras do projeto, Kissila Vasconcelos, 32, ao ver as dificuldades das famílias da região administrativa, o grupo decidiu pedir às crianças do 2º período “A” que escrevessem, junto aos pais, pedidos de presentes .

“Nós disponibilizamos todas as cartinhas no Instagram do projeto, @cef2_. Na plataforma, os interessados podem entrar em contato com a gente e reservar uma cartinha”, explica a empreendedora. Os presentes devem ser entregues até o dia 5 de dezembro no centro de ensino. Há também a opção de combinar a retirada do presente com as responsáveis pela iniciativa. “Se a campanha tiver uma adesão muito grande e mais pessoas tiverem o interesse de doar, expandiremos a ação para outros alunos”, diz Kissila.

*Estagiárias sob supervisão de Adson Boaventura

Participe

Projeto Barbie
Para doar bonecas novas ou usadas, em bom estado, utilize a caixa postal:

» Correio 204/404 Norte
» Caixa Postal 2360
» CEP: 70842-970
» Brasília-DF

Informações: @projeto.felicidade.com.barbie


Natal Mais Feliz

Para adotar uma cartinha, acesse a conta da iniciativa no Instagram @cef2_ e entre em contato com os organizadores do projeto via mensagem direta

Estojos do Bem

Para doar quantias destinadas à compra de materiais escolares, acesse o link www.vakinha.com.br/vaquinha/estojinhos-do-bem ou confira mais informações pelo Instagram @estojosdobem

  • As irmãs Manoela e Regi Magalhães fazem roupas de bonecas para presentear crianças carentes 
    As irmãs Manoela e Regi Magalhães fazem roupas de bonecas para presentear crianças carentes  Foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press
  • As amigas Márcia Vale e Luciana Jaber (de branco) costuram estojos e os doam, com os principais materiais escolares
    As amigas Márcia Vale e Luciana Jaber (de branco) costuram estojos e os doam, com os principais materiais escolares Foto: Projeto Estojos do Bem/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE