Entrevista / Fauzi Nacfur Júnior, Diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal

Obras aceleradas na pandemia

Cibele Moreira
postado em 25/11/2020 22:52
 (crédito: Reprodução/TV Brasilia)
(crédito: Reprodução/TV Brasilia)

Diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), Fauzi Nacfur Júnior fez uma análise positiva em relação ao andamento das obras nas principais vias do Distrito Federal, no período de pandemia. Ontem, em entrevista ao programa CB.Poder, parceria do Correio Braziliense com a TV Brasília, Fauzi citou as melhorias no Eixão e a pavimentação da pista do BRT, sentido Aeroporto-Plano Piloto, que foram concluídas. “Imagine obras desse porte com o fluxo normal das vias, com certeza, ia ser um transtorno grande”, destacou. Segundo ele, o Eixão não passava por manutenção há, pelo menos, 15 anos.

Como foi o impacto da pandemia nas rodovias do DF?
Hoje, as nossas vias têm um fluxo de 70% da normalidade, mas conseguimos tirar proveito em relação ao andamento das obras. Estávamos com obras importantes em andamento, e ainda estamos com algumas, como as obras do Trevo de Triagem Norte e a revitalização do Eixão, que conseguimos fazer toda. Por último, a restauração do pavimento do BRT saindo do aeroporto sentido ao Plano Piloto, trocando por concreto. Imagine obras desse porte com o fluxo normal das vias, com certeza ia ser um transtorno grande. Todo mundo entende que a obra é para melhorar, mas nunca entende na hora que está perdendo um tempo de viagem, que está chegando atrasado.

Das áreas sob responsabilidade do DER, quais são as mais críticas e que exigem mais cuidados?
Nossas principais rodovias passam por dentro das cidades. Temos o exemplo do Eixão Sul e Norte, que cortam o centro da capital do país, a L4 e a Epia. E, todas essas rodovias são castigadas pelo excesso de peso, porque o Distrito Federal não tem sistema de balança de pesagem, que é comum em outros locais. Os inimigos do asfalto são: excesso de peso e água. Controlando isso, temos uma qualidade de asfalto melhor. E, dando uma notícia em primeira mão, o DER vai lançar uma parceria público-privada (PPP) para instalar o sistema de balanças nas rodovias do DF. A PPP está passando pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), porque tinha que fazer uma mudança na Lei Orgânica do DF. Passou no primeiro turno. Com aprovação em segundo turno, a gente consegue fazer o chamamento das empresas para iniciar esse processo em 2021.

Temos um histórico, aqui, no DF, sobre manutenções das vias que foram deixadas de lado. Como está sendo feito esse acompanhamento?
O Departamento de Estrada e de Rodagem, a Novacap, a Secretaria de Obras e a Secretaria de Transporte e Mobilidade tem um estudo com tudo mapeado dos locais que precisam de uma manutenção. Temos, aí, manutenções leves, médias e coisas mais sérias e graves para fazer mais rápido. Isso está sendo trabalhado, e o DER tem várias obras sendo feitas em restauração de ponte, como, por exemplo, a entrada de Águas Claras, pelo Park Way.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE