CURTAS

Correio Braziliense
postado em 26/11/2020 23:01

manifestaçÃo
Grupo PROTESTA em frente a mercado

Cerca de 100 manifestantes reuniram-se, na noite de ontem, em protesto na frente do Carrefour da 402 Sul. O ato ocorreu como forma de os participantes demonstrarem indignação pela morte de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, morto asfixiado por seguranças de um mercado da rede, em Porto Alegre. Ao fim do protesto, o grupo lançou tinta vermelha na fachada do estabelecimento, para representar o sangue da vítima e de outros negros assassinados. Policiais militares montaram uma barreira para evitar que manifestantes invadissem a loja, mas o mercado permaneceu de portas fechadas durante todo o ato, que terminou por volta das 20h30.


RISCO
Alerta
para jogos virtuais

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) emitiu um alerta para um novo tipo de ataque virtual, focado em crianças e adolescentes. Sob perfis de redes sociais, criminosos entram em contato com esse público, para encorajá-los a cometer suicídio, automutilação ou se colocar em outros tipos de situação de risco. As orientações são acompanhadas de ameaças de morte. O comunicado da corporação explica que os alvos podem ser contatados por um personagem chamado Pateta ou Jonathan Galindo. Uma das regras do jogo é que a criança ou o adolescente apague todas as comunicações com esse perfil. Posteriormente, a vítima recebe um link, pelo qual o suspeito tem acesso a informações pessoais que podem ser usadas para extorsão. A PMDF recomenda que as famílias monitorem o uso da internet, frequentem as mídias sociais de jovens com menos de 18 anos e observem comportamentos estranhos, mantendo diálogo aberto com eles.


CURSO
Saúde da
população negra

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) promoverá o curso Saúde da população negra — Desafios do SUS na promoção da equidade. A iniciativa destina-se a servidores, trabalhadores e estudantes da área de saúde. A capacitação é gratuita, ocorre pela internet e contará com 80 vagas. Os interessados devem se inscrever, até 3 de dezembro, por formulário virtual disponível pelo site: tinyurl.com/yyscrgt7. O projeto visa apresentar um panorama da saúde da população negra e as implicações do racismo como determinante social. As aulas terão 10 horas de duração e serão ministradas por professores da Universidade de Brasília (UnB) e por integrantes de organizações sociais, entre 7 e 10 de dezembro. Os participantes que tiverem 80% de frequência terão direito a certificado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE