Política

Comissão de ética do PSB é favorável à expulsão de José Gomes

Sigla ainda irá julgar a permanência do deputado distrital na tarde desta quinta-feira (17/12). Comissão indicou a expulsão devido à condenação por abuso de poder econômico em 2018

Samara Schwingel
postado em 17/12/2020 13:38
O empresário José Gomes elegeu-se distrital ao receber 16,5 mil votos -  (crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
O empresário José Gomes elegeu-se distrital ao receber 16,5 mil votos - (crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

A Comissão de Ética do Partido Socialista Brasileiro (PSB) do Distrito Federal é favorável à expulsão do deputado distrital José Gomes da sigla. O parecer, enviado à diretoria do partido na manhã desta quinta-feira (17/12), será julgado pelos membros da legenda durante a tarde

O partido irá analisar a condenação do parlamentar por abuso de poder econômico. José Gomes teria pressionado os empregados da Real JG — empresa de prestação de serviços da qual é dono —, para que o escolhessem como distrital, em 2018. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) condenou o réu, e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão. Porém, uma liminar do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve José Gomes no cargo. 

José Gomes também é alvo de  investigações do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e da Polícia Civil. Ele é suspeito de prática de corrupção ativa e passiva, organização criminosa, peculato — desvio de dinheiro —, dispensa ilegal de licitação, prevaricação — crime contra a administração pública — e falsidade ideológica. Porém, como as diligências ainda estão em andamento, o partido não irá considerar este fato no julgamento desta quinta.

Procurado pela reportagem, o deputado ainda não se manifestou sobre o processo. O espaço segue aberto.  

O deputado distrital socialista Roosevelt Vilela também é alvo do MPDFT e da PCDF. O PSB também irá aguardar o fim das investigações para avaliar quais medidas serão necessárias contra o deputado. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE