Educação

Aulas aos sábados em 2021

Ano letivo nas escolas públicas do DF começará em 8 de março e tem encerramento marcado para 22 de dezembro. Universidade de Brasília define resolução das atividades do 2º semestre de 2020, que se iniciam em 1º de fevereiro

Correio Braziliense
postado em 18/12/2020 22:41
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

O calendário letivo das escolas públicas do Distrito Federal para 2021 está definido. De acordo com o planejamento da Secretaria de Educação (SEEDF), as aulas terão início em 8 de março e haverá atividades aos sábados. Ao todo, serão 200 dias letivos, com encerramento em 22 de dezembro.

Cada escola terá autonomia para escolher como fará as reposições de aulas aos sábados. Os encontros ocorrerão durante 11 semanas, ao longo do ano. Nos dias 13 de março, 29 de maio e 23 de outubro estão programadas aplicação de conteúdos on-line.

O recesso escolar será entre 17 de julho e 1º de agosto, para toda a rede de ensino pública. Cerca de 15.280 pais e alunos participaram da denifinção do calendário letivo por meio de consulta pública, promovida pela SEEDF. A votação ocorreu entre 8 e 10 de dezembro, e 67,8% aprovou o planejamento divulgado.

O ano letivo de 2020 começou em 10 de fevereiro, mas teve as aulas suspensas em 12 de março, devido às medida de prevenção contra o novo coronavírus. Em meados de julho, as atividades começaram a ocorrer de forma remota, pela plataforma Google Sala de Aula. Os trabalhos seguem até 28 de janeiro de 2021.

Nomeação
Ontem, foi publicada no Diário Oficial Distrito Federal a nomeação de 52 professores da educação básica. Esses profissionais vão para preencher as vagas dos aprovados que não assumiram o cargo quando foram chamados. A posse coletiva será no dia 18 de janeiro de 2021. Este ano, 821 novos professores foram nomeados.

Os educadores vão exercer as funções em teletrabalho enquanto as atividades pedagógicas não presenciais seguirem de forma remota. Eles poderão desenvolver conteúdos para a plataforma Google Sala de Aula, gravar teleaulas ou elaborar material impresso que será entregue aos estudantes.

Este ano, a Secretaria de Educação recebeu 31.048 inscrições de novos estudantes interessados em ingressar na rede pública em 2021. O número foi menor do que o registrado em 2019, quando ocorreram 38.579 pedidos, uma diferença de 7.531 estudantes. O período de inscrições ocorreu de 10 a 13 de novembro pelo site da pasta, e de 17 de novembro a 6 de dezembro pela Central 156.

UnB
O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade de Brasília (UnB) aprovou resolução, ontem, com regras para o 2º semestre letivo de 2020, que se inicia em 1º de fevereiro de 2021, uma vez que a pandemia atrasou calendário da universidade. Em 3 de dezembro, colegiado decidiu que as aulas continuarão sendo ministradas pela internet.

As definições são semelhantes às que guiaram o primeiro semestre, com poucas mudanças. Assim, a possibilidade de aulas síncronas e assíncronas, além do trancamento sem prejuízo para o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA), ficam mantidas.

É prevista uma semana de ambientação, em que não poderão ser realizadas atividades de caráter avaliativo. Uma orientação nova é que as unidades acadêmicas ou departamentos devem constituir mecanismos de acompanhamento das atividades com participação estudantil, para a avaliação contínua do processo de retomada.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE